sexta-feira, 10 de março de 2017

Fingolfin: o maior guerreiro élfico de todas as eras

Saudações, lendários guerreiros!

Muitos aqui são admiradores do trabalho do mestre Tolkien e já leram as impressionantes histórias do tomo O Silmarillion. Para vós, o nome Filgolfin, além de bem conhecido, é motivo de grande respeito e reverência.

Filgolfin, para aqueles não familiarizados com a história, foi o maior e último Grande Rei dos elfos noldor na mitologia de Tolkien; um guerreiro de coragem, força e honra sem iguais, liderou seu povo durante um grande cerco contra Morgoth, o Primeiro Senhor do Escuro e, na época, mestre supremo da Terra-Média. Durante este cerco, as forças aliadas dos elfos noldor, homens e anões, desferiram baixas devastadoras aos exércitos do Senhor do Escuro durante a Dagor Bragollach (Guerra das Jóias); enquanto homens e elfos se encarregavam de legiões de orcs e até mesmo alguns balrogs, os anões contiveram os recém criados dragões de Morgoth.

A batalha, que estava praticamente vencida, infelizmente terminou com a derrota dos povos livres quando uma facção de homens se voltou contra seus aliados elfos massacrando-os pela retaguarda, jurando fidelidade ao Senhor do Escuro. Com isso, a batalha logo se voltou completamente contra Fingolfin e seus aliados, e a grande maioria dos três exércitos fora massacrada pelas hordas de Morgoth. Furioso e sem esperanças, Fingolfin montou em seu cavalo e avançou implacavelmente em direção à fortaleza de Morgoth, desafiando o Senhor do Escuro para um duelo.

A fúria de Fingolfin era tanta que uma poderosa luz começou a emitir de seu corpo, tanto que os próprios Balrogs que serviam como comandantes de Morgoth se apressaram em sair do caminho do rei élfico pensando que ele fosse na verdade o Valar Oromë (Os Vala são conhecidos como "Os Poderes", e funcionam como semi-divindades inimigas juradas de Morgoth). Apesar de ser notoriamente mais poderoso, Morgoth, cujo coração estava completamente corrompido pelo mal, foi tomado inicialmente pelo medo, perante o desafio do rei dos elfos. No entanto, não poderia recusar o combate na frente de seus generais ou de Sauron, seu braço direito. Nisso, o desafio foi aceito.

A batalha entre Fingolfin e Morgoth,apesar de completamente desigual e de final previsível, atravessou as eras da Tera-Média nas canções e histórias dos bardos. E em honra a este grande épico, os poderosos bardos de Midgard do grupo Blind Guardian compuseram uma saudosa canção em honra do maior guerreiro élfico de todas as eras.

Convosco, Time Stand Still at the Iron Hill, com a letra da canção.


ATUALIZAÇÃO: Para conhecer mais sobre a história deste nobre guerreiro, entrai neste PORTAL.

Um comentário:

  1. Bah, lendo agora me deu até uma vontade de reler o Silmarillion. Essas histórias épicas são fascinantes, até porque é bem difícil vive-las numa mesa de rpg.

    ResponderExcluir