domingo, 2 de outubro de 2016

Unearthed Arcana: The Faithful

Saudações, aliados divinos!

Há pouco tempo, a Wizards retomou um conceito muito interessante, que é o de se trabalhar classes não diretamente ligadas com divindades em um contexto mais "divino" de modo que a classe, mesmo permanecendo fiel a seus princípios e mecânicas básicas, encarnasse um pouco do poder dos deuses.

Por meio do artigo Unearthed Arcana: The Faithful, recebemos duas opções que podem ser bastante interessantes dependendo do cenário em que se joga:

NOVO PATRONO DOS BRUXOS: THE SEEKER (Aquele que Busca)

Este Pacto foi inspirado em uma divindade do mundo de Greyhawk chamada Celestian, o misterioso e enigmático Deus das Estrelas, Espaço e Viajantes que é irmão de Fharlanghn. Celestian é um deus Neutro e Bom que incita seus seguidores a viajar para longe em busca de conhecimento, assim como observar as estrelas e corpos celestes à procura de mensagens ocultas, presságios e profecias. Os bruxos que o seguem dedicam-se a encontrar conhecimentos perdidos e obscuros, para então partilharem os mesmos com seu Deus e Patrono. Em Forgotten Realms, estes bruxos poderiam seguir Azuth ou mesmo Ohgma.

Os  poderes fornecidos por este Pacto são bastante interessantes, e focados em viagens para o plano astral, escudos de luz, augúrios e a capacidade de resistir a condições totalmente inóspitas encontradas em certos planos.

NOVA TRADIÇÃO ARCANA: THEURGY (Teurgo)

O Teurgo representa um conceito bastante interessante, e na verdade, necessário: Deuses da magia como Boccob e, em certo grau, Mystra, possem clérigos, mas como são poderosas manifestações sencientes da magia arcana, precisam de magos poderosos como representantes diretos: Indivíduos que compreendam e apreciem a natureza da magia arcana como nenhum clérigo seria capaz ao mesmo tempo em que segue determinado dogma moral quanto ao uso de tais poderes. É aqui que entra o Teurgo, um mestre das artes arcanas que recebe inspiração de divindades da magia.

Os poderes do Teurgo refletem diretamente a benção que recebe de suas divindades patronas: Eles adquirem certos Domínios Divinos assim como os clérigos e podem ainda aumentar a acurácia ou dificuldade de resistência de suas magias com a ajuda direta de sua divindade.

NOVO COLÉGIO DE BARDO: COLLEGE OF WORSHIP (Colégio da Adoração)*
* Este Colégio não é material oficial; foi desenvolvido por jogadores.

Um conceito que para mim sempre foi interessante foi o de bardos ligados a determinadas Igrejas ou Deuses. Como a música e história são coisas que muitas vezes ajudam a curar, motivar e purificar as pessoas, acho que dependendo do cenário, a existência de "bardos divinos" é muito apropriada. Em teocracias, por exemplo, estes bardos ligados a divindades locais são personagens muito coerentes e plausíveis de se existir. E apesar de o Escaldo poder ser um ótimo "bardo divino" de Deuses como Tempus, Kord ou Heironeous, um colégio focado em deuses da luz, cura e conhecimento é certamente muito bem vindo.

Seus poderes, obviamente, emulam os Domínios Divinos dos clérigos, conferindo ainda efeitos adicionais à Inspiração Bárdica. Como muitos aqui, eu mesmo já havia pensado em um arquétipo que abordasse esta ideia, e em breve, compartilharei o mesmo convosco. Mas por hora, temos aqui um bom exemplo de como a ideia pode ser viabilizada.

Para baixar e ler mais sobre Unearthed Arcana: The Faithful, entrai neste PORTAL.

Para ler sobre o Colégio da Adoração, entrai neste PORTAL.

4 comentários:

  1. Zorog du Oio Podrão3 de outubro de 2016 08:09

    Mim gusta daz nuvas rigraz. Aurmentar uz miu puderes pa pude quimar uz harfrings i pigar uz mio-orcz. Quimar tuduz naz fugeras pa cundenar az almaz delis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não queimarás halflings ou meio-orcs, chacal! Mas acenderemos um fogueira para queimar teu cadáver e livrar o mundo de tuas maldições! Ai, tua alma corrompida poderá ir de volta para o lugar de onde nunca deveria ter saído.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Salve, nobre irmão, e sejas bem vindo aos Salões de Valhalla

      Concordo contigo; são conceitos úteis e que podem ser bem interessantes dependendo da campanha.

      Excluir