sábado, 8 de agosto de 2015

Novas manobras para guerreiros Mestres da Batalha (não oficial)

Saudações, nobres senhores da guerra!

Como já discutimos nestes Salões, o arquétipo de guerreiro Mestre da Guerra traz diversas opções interessantes para se construir guerreiros mais táticos e estrategistas. Contudo, algumas manobras apresentadas no livro são muito situacionais, e as manobras de defesa em específico são poucas e inexpressivas. 

Além disso, guerreiros arqueiros que optem por este arquétipo se veem muto limitados quanto a escolha de suas manobras. Para lidar com estas duas situações, proponho quatro novas manobras simples, mas eficazes: Duas de defesa, uma para arquearia e uma situacional que pode ser usada por todos.

POSIÇÃO DEFENSIVA: Usando uma reação e gastando um dado de superioridade, o guerreiro adiciona o valor obtido no dado em sua Classe de Armadura até o final daquela rodada. Esse bônus não se aplica a oponentes cujas presenças o guerreiro não tenha percebido.

VETERANO DE GUERRA: Usando uma reação e gastando um dado de superioridade, o guerreiro adiciona o valor obtido no dado a seu teste a um teste de resistência que precise fazer naquela rodada.

DISPARO PRECISO: Usando uma reação e gastando um dado de superioridade, o guerreiro recebe Vantagem em seu próximo ataque usando uma arma de ataque à distância, e caso atinja o alvo, adiciona o valor obtido no dado ao dano do ataque desferido.

ATAQUE RELÂMPAGO: Usando uma reação e gastando um dado de superioridade, o guerreiro adiciona o valor obtido no dado a seu teste de Iniciativa.

3 comentários:

  1. Elladan, filho de Elrond9 de agosto de 2015 09:56

    Olá, Odin

    O battlemaster para mim foi, desde o começo, uma certa decepção. Eu gostei muito do conceito da classe, mas a execução disso deixou a desejar a meu ver. As manobras podem ser usadas apenas algumas poucas vezes ao dia (o que não faz muito sentido em termos interpretativos, mas por questões de equilíbrio, somos obrigados a relevar isso). Mas o problema maior está na qualidade das manobras apresentadas no livro.

    Há apenas 2 manobras de defesas, e elas são praticamente inúteis: Aparar bloqueia uma quantidade ínfima de dano, o que dificilmente justificaria gastar um dos seus poucos dados de superioridade nisso, e a Evasão serve basicamente apenas quando o guerreiro vai fugir do combate ou correr em direção a ele. Há apenas duas manobras realmente táticas, e o restante, foca-se apenas em efeitos menores (alguns admitidamente interessantes) e aumento de dano. O que deveria ser o "mestre do campo de batalha" acabou sendo uma espécie de bárbaro com um incremento de dano por alguns ataques por dia. Tanto que o Eldritch Knight, que tinha a pretensão de ser "apenas" um ótimo combatente e competente conjurador, é o melhor dos três arquétipos de guerreiro dentro do campo de batalha.

    As manobras que você criou, especialmente as de defesa, dão um ar diferente à classe, porque possibilitam um novo foco; ao invés de apenas causar dano, você consegue verdadeiramente resistir a ele, não importando qual sua origem. E isso não graças a habilidades sobrenaturais, mais a instinto e experiência em batalha. Muito bom.

    A manobra para atiradores também é bem vinda, porque não havia nenhuma do tipo. Mas o que eu gostaria muito de ver, além das de defesa, seriam mais manobras realmente táticas.

    ResponderExcluir
  2. Salve, nobre irmão!

    Grato pelo elogio, e muito interessantes vossas considerações. Havia uma falta muito grande de manobras de caráter defensivo, mas tens razão no que dissestes em relação a manobras táticas; as apresentadas no livro são boas, mas são poucas, e o ideal é que houvesse ao menos 5 ou 6 manobras desse tipo.

    Tentarei trabalhar algo nesse sentido.

    ResponderExcluir
  3. Não curti nenhuma manobra, a posição defensiva consegue em uma manobra ser melhor que no feat posição defensiva a versÃo melhorada dele imagina só +12 de CA? Veterano de guerra eu até gostei, mas cara, não vejo a logica de aplicar save de dado de superioridade em carisma, inteligência, sabedoria ou mesmo constituição. Disparo preciso, o conceito do mestre de combate até pelos nomes das manoras originais foi feito em cima de um esgrimista, por que rais nego cria uma manobra para arma de longo alcance? E pra finalizar a merda toda ataque relâmpago, o cara aumenta a iniciativa dele, aonde está o ataque nisso?

    ResponderExcluir