segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Bárbaros Berserkers no novo D&D

Saudações, ferozes combatentes!

Trago-vos aqui aquele que talvez seja o mais poderoso combatente do novo D&D: O bárbaro que segue o Caminho do Berserker.

Diferente do bárbaro totêmico, que possui diversas habilidades que podem ser muito úteis fora de situações de combate ou para beneficiar o grupo todo em um confronto, o berserker é totalmente focado em destruir completamente seus oponentes. E ao contrário do bárbaro totêmico, que encarna uma poderosa conexão com a natureza e com os espíritos, assim como os nativos americanos, o berserker é uma verdadeira força de destruição, assim como os lendários berserkers nórdicos. Suas habilidades são:

Frenesi (3º nível): Sempre que entra em Fúria, o berserker pode entrar em Frenesi. Durante um Frenesi, ele pode fazer um ataque adicional com uma Ação Bônus a cada rodada. Ao fim do frenesi, ele sofre um nível de exaustão, que só é recuperado após um descanso longo ou curto.

Fúria sem Mente (6º nível):  O berserker não pode ser Encantado ou Assustado durante uma Fúria. Caso esteja Encantado ou Assustado ao entrar em Fúria, o efeito é suspenso pela duração da mesma.

Presença Intimidadora (10º nível): O berserker pode rugir ameaçadoramente para uma criatura a até 9m. O alvo deve passar em resistência de SAB (baseado em CAR) ou ficar Assustado por uma rodada. Em rodadas seguintes, o berserker pode estender o efeito por mais uma rodada gastando uma ação. Esse efeito acaba caso alvo termine seu turno sem linha de visão ou a mais de 18m do bárbaro. Um alvo que passe torna-se imune por 24h.

Retaliação (14º nível):  Sempre que sofrer dano de uma criatura que esteja a até 1,5 metros, o berserker pode realizar um ataque usando uma Reação.

Fazendo uma comparação com o bárbaro totêmico que mostrei há algum tempo, podemos notar que o berserker é notoriamente mais poderoso em termos de combate. Contudo, o bárbaro totêmico é muito mais versátil, e escolhendo bem suas habilidades, pode ser um combatente até superior ao berserker dependendo da situação. De qualquer modo, ambos são bastante poderosos e interessantes. Basta que o jogador escolha a “filosofia de vida” que descreve melhor seu bárbaro.

2 comentários:

  1. Gostei do personagem. É uma opção para o jogador que gosta de focar em combate e deixa a parte social para os clérigos e paladino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, está é a melhor opção para jogadores que queiram se focar totalmente no combate. Ela oferece opções interessantes de interpretação, mas completamente distantes do campo mais "social" habitado por bardos, clérigos e paladinos.

      Excluir