segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Qual a versão de D&D que estais jogando atualmente?


Saudações, nobres desbravadores de masmorras!

Meses atrás fiz uma enquete vos perguntando qual edição de D&D jogavam atualmente, mas por conta de um problema nefasto no blogger, aquela e outras enquetes ativas foram apagadas na época.

Agora que alguns de nós já tiveram contato com o novo D&D através da versão Basic ou do Player´s Handbook, gostaria de saber qual versão deste nobre RPG estais jogando atualmente.

Para participar, basta escolher uma opção na enquete ou escrever um comentário.

Que os deuses da honra e glória estejam convosco!

14 comentários:

  1. Nobre Odin!

    Então, hoje em dia eu estou jogando a 5ª edição. (Sempre como mestre) E tem me agradado bastante, apesar de alguns pontos. Como meu estilo é com poucos combates, indo mais pra um domínio de exploração e roleplay, algumas imperfeições no balanceamento das classes não tem me incomodado tanto. (Até porque costuma jogar somente nos níveis intermediários, nunca chegando até nives muito altos.) Venho tentando deixar o jogo o mais "old school" o possível, usando opções de cura bem mais lentas (Parece que até é uma regra opcional que tem no DMG: não ganha todos os PVs ao fazer um descanso longo e só pode usar hit dice se gastar um healer's kit) e um clima mais "mortal".

    Já tentei jogar muitas coisas além de D&D, principalmente jogos com relação a Star Wars e Senhor dos Anéis, mas não consigo me afastar de D&D. Existe toda uma relação sentimental com a marca.
    E embora tenha gostado bastante da nova edição, ultimamente tenho me sentido tentado a mestrar algumas one-shots da 1ª edição do AD&D, assim como vinha fazendo com a saudosa 2ª edição. Até porque gosto de jogar algo mais no estilo de Fafhrd e Gray Mouser, ou The Lies of Locke Lamora, e sinto que a edição que mais se enquadra nesse estilo é a 1ª edição do AD&D. (Assim que minhas edições premium chegarem, acho que vai dar pra mestrar uma versão de Ghost Tower of Inverness, a primeira aventura pronta que joguei, embora numa adaptação pra segunda edição).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, nobre irmão!

      Conduzir campanhas até níveis intermediários próximos ao 10 é uma ótima maneira de manter o jogo mais verossímil e evitar problemas de equilíbrio que às vezes prejudicam o andamento das aventuras. E usar a cura da forma que está fazendo é algo que na minha opinião melhora muito o clima de perigo/aventura do jogo.

      Também já me aventurei por outros RPGs, nem que fosse apenas para ler livros diferentes (gosto muito do Senhor dos Anéis no sistema CODA), mas sempre acabo voltando para D&D.

      E acho que é muito interessante jogar versões mais antigas do sistema, especialmente aquelas que nos marcaram quando começamos a nos aventurar.

      Excluir
  2. Quando jogava era D&D 3.0. Sinto falta de jogar, não tenho mais grupo nem tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sejas bem vindo aos Salões de Valhalla, Nerun!

      D&D 3 foi a versão que mais joguei, e muitos têm o mesmo problema que ti. Depois de alguns anos, os grupos acabam se desfazendo, e são poucos os que se mantêm de forma integral. Do meu grupo, por exemplo, sobraram pouquíssimos jogadores, e por falta de tempo, atualmente jogamos muito pouco.

      Excluir
  3. Atualmente não jogo nenhuma versão por falta de tempo. Mas se fosse jogar, seria AD&D. AD&D realmente é a melhor versão e 90% dos jogadores antigos preferem AD&D, pois ele pode ser simples se vc quiser, ou complexo usando as regras opcionais e principalmente valoriza muito mais a interpretação e imaginação que regras de combate. Quando comecei a jogar AD&D (ainda em inglês, pois em português só existia o velho D&D da grow) lembro que as aventuras vc tinha que quebrar a cabeça, se atacasse feito um louco, morreria na primeira aventura. Certa vez lembro que estavamos no level 3 ou 4 e um dragão passou voando e um jogador não familiarizado com o RPG tacou um flecha nele... Bom, resultado, morreram todos. Quiseram bater no jogador e ele falou que achava q era pra atacar tudo (como esses RPGs atuais).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou em uma situação bem semelhante à tua, nobre irmão! Reconheço a virtude em todas as edições do jogo (exceto a quarta, que infelizmente não consegui encontrar nada de realmente bom), mas prefiro o AD&D até hoje, mesmo com a ótima 5a edição. Infelizmente, joguei muito pouco de AD&D (menos de dois anos, se bem me lembro).

      E já vi muitas destas situações em que jogadores iniciantes atacam tudo que veem pela frente porque acham que "se está lá, dá para matar". Outro problema com os mais novos de hoje é acharem que o fato de terem poder para fazer algo lhes dá o direito de fazer aquilo. Mas após algumas mortes e um pouco de conversa, tudo se resolve...

      Excluir
  4. Atualmente nenhuma. Não tenho grupo fixo. Mas estou lendo a 5E e curtindo muito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sejas bem vindo, lorde Trevi!

      Entendo teu problema, e já faz um bom tempo que não consigo jogar. E assim como tu, estou lendo o livro do jogador da 5E e apesar de alguns problemas, estou gostando bastante.

      Excluir
  5. Atualmente, não digo jogar, mas o Mundo de Nonsen vai sair todo baseado no sistema 3.5 de modo que ando " as voltas" com este sistema.
    Minhas últimas sessões de jogo foram com a 4ª Edição até que ocorreu uma fatalidade com um dos jogadores e a mesa de jogo se encerrou. Como esta edição em particular não foi bem sucedida e a 5th estava para ser lançada, esperei até lançarem ela para ver como ia ficar e agora talvez possa iniciar uma nova mesa de jogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, nobre irmão!

      Não sabia que o Mundo de Nonsen dos nobres Dragões do Sol Negro seria lançando em D&D 3.5. Ótima notícia, e espero que consigas refazer teu grupo de jogo o quanto antes!

      Excluir
  6. Odin, passando aqui para responder seu comentário adicionando uma observação.
    As Eddas serão publicadas em meu blog até o dia 23 de dezembro.

    ResponderExcluir
  7. Olá, a última vez que eu e meu grupo jogamos foi a versão 3.5, que considerávamos a melhor. Depois veio a quarta edição, eu comprei e li os livros, mas não consegui nunca mais juntar a turma pra jogar. Agora com a quinta e com as boas críticas que tenho lido sobre essa edição, me animei de novo e comecei a organizar uma sessão online pq é o único jeito de reunir o grupo, já que cada um mora em um canto. Pesquisando pela internet, me deparei com o roll20, um site feito por jogadores para suportar sessões online. Eu e meus amigos achamos ele muito bom e estamos criando os personagens pra entrarmos de vez na 5a edição. Vou mestrar a Tirania dos Dragões, que parece ser uma campanha bastante interessante.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, nobre guerreiro! Sejas bem vindo aos Salões de Valhalla!

      Fico feliz que tu e teu grupo também gostaram da nova edição e estão voltando a jogar, Ouvi falar muito bem da Tirania dos Dragões, e espero que se divirtam muito nesta contenda.

      Que os deuses da glória e da aventura estejam convosco!

      Excluir