sexta-feira, 4 de julho de 2014

D&D Basic já disponível


Saudações, bravos aventureiros!

Como o nobre e sábio mago Aramil acabou de informar, o tão aguardado tomo D&D Basic já está disponível para download gratuito.

O livro traz de forma bem descrita 4 raças (humanos, elfos, anões e halflings), 4 classes até o 20o nível (guerreiro, clerigo, mago e ladino) e todas as magias, armas, armaduras e regras para que se conduza uma campanha.

Para conferir, entrai neste PORTAL.

12 comentários:

  1. Opa! Vou baixar e ver... Essa ideia do D&D Basic foi muito boa! Me lembra o velho First Quest, com a diferença de ter regras que daria para jogar direto só com o Basic (claro que como o nome diz, o jogo bem básico).

    ResponderExcluir
  2. Sim, esta realmente foi uma grande ideia. Estou lendo o manual e ele é bastante claro para quem já tenha ogado D&D, e faz um ótimo trabalho caracterizando classes e raças para novos jogadores.

    ResponderExcluir
  3. Gostei da customizacao onde vc escolhe em determinados níveis se quer aumento de habilidade ou um talento.
    Também gostei da regra de vantagem ou desvantagem rolando 2 D20s. Gostei do sistema de magias, perícias e resistências. A manobra agarrar ficou muito boa. Um bom guerreiro sempre usará ela.

    ResponderExcluir
  4. Sim, a ideia de se tonar os talentos algo opcional foi muito boa mesmo; para aqueles que preferem um jogo mais simples e personagens menos poderosos no estilo AD&D, basta jogar sem talentos, enquanto quem prefere um jogo mais no estilo D&D 3, pode usar os talentos para personalizar mais o personagem. Um detalhe que achei muito interessante foi que nenhum talento escalam mais da forma absurda em que escalavam alguns na terceira edição (ataque poderoso, por exemplo). Houve uma melhora/ simplificação muito bem vinda no sistema de resistências, perícias e magias também, o que foi louvável em minha opinião.

    ResponderExcluir
  5. Entrando somente no mérito dos talentos, como gostava mais do AD&D realmente prefiro esquecer essa parte de talentos.

    ResponderExcluir
  6. Torno minhas tuas palavras, nobre amigo.

    ResponderExcluir
  7. Confesso que me diverti bastante com a 4e, mas ter de volta o D&D com muito de suas origens é sempre bem vindo. Com Forgotten Realms como cenário padrão (meu cenário preferido) espero que eles saibam aproveitar o riquíssimo material que este possuí, podendo esquecer o catastrófico período da 4e.

    ResponderExcluir
  8. Realmente, esperemos que agora a Wizards honre o nome deste grande cenário e o faça retornar a seus antigos dias de glória.

    ResponderExcluir
  9. Ainda não entendi o sistema de combate e acertos. Pelo que notei, retiraram o Bônus Base de Ataque, e o que define se acertou ou não são somente Rolagem de Dado + Habilidade + Proficiência (que por sinal fica somente entre +2 e +6). Quer dizer que todo mundo vai ter uma certa facilidade em se acertarem? Os combates serão tão sangrentos como acho que serão?

    ResponderExcluir
  10. Salve, nobre irmão!

    Apesar dos bônus de acerto serem mais próximos agora, eles também fazem com que a Classe de Armadura seja relevante mesmo em níveis mais altos (o que é ótimo em minha opinião), e assim, os combates não serão mais sangrentos, ao menos não por conta desta mudança.

    ResponderExcluir
  11. Adoro essa ideia de livro básico. Uma amostra do que é a obra completa. Isso permite aos jogadores experimentarem e, se gostarem, ir para a versão "full".

    ResponderExcluir