sábado, 5 de abril de 2014

Old School em D&D 5ª Edição


 Saudações, bravos aventureiros!

Acredito que todos que acompanharam o desenvolvimento de D&D 5a edição notaram isto, mas ainda assim, considero digno de nota lembrarmos que na nova edição de D&D há um esforço real para resgatar as origens “old school” do jogo.

Ao contrário do que víamos na 3ª e 4ª edição de D&D, em que havia regras detalhadas para absolutamente tudo, na 5ª edição notamos vários elementos old school, que criam espaço para que mestre e jogador discutam sobre os efeitos de certas habilidades e magias de forma mais livre.

Um dos melhores exemplos que vi disso foram as habilidades do ranger relacionadas ao caminho escolhido pelo jogador quanto a seus inimigos. As regras aqui são claras, mas permitem ao mestre expandir o número de situações em que as habilidades funcionariam livremente. Outro exemplo que achei sensacional foi a habilidade “ Divine Intervention” do clérigo, em que o jogador faz um pedido a seu Deus e realiza uma jogada de porcentagem; se o número atingido for  igual ou menor ao nível do clérigo, a divindade interfere atendendo o pedido de seu dedicado servo, mas é o mestre quem define totalmente como esta intervenção ocorrerá.  Evidentemente, a divindade só interfere a favor de seu seguidor se julgar o pedido justo (outra decisão que cabe ao mestre) e no máximo 1 vez por semana. Muito melhor e mais divertido do que a magia milagre em D&D 3, apenas para citar um exemplo.

Imagino como seria emocionante ver um pequeno grupo cercado por centenas de orcs e o clérigo anão do grupo, como um último recurso, invoca o poder de Moradin através de uma oração. Se o clérigo for bem sucedido, Moradin, um Deus com forte ligação com a terra, poderia  causar um enorme terremoto que tragaria os orcs deixando os aliados do anão relativamente ilesos.

Enfim, isto é algo altamente discutível, mas creio que perdemos muito deste “clima” em D&D 3 (nem mencionarei nada sobre D&D 4 neste sentido). Agora, mesmo com certas habilidades polêmicas, como a auto-cura do guerreiro, tudo indica que os bons e velhos tempos retornarão com D&D 5ª Edição.

6 comentários:

  1. A ideia é boa! Mas acredito, meu nobre Odin, que o Old School pode ser feito com qualquer sistema. Depende dos mestres e jogadores!

    ResponderExcluir
  2. Sábias palavras, nobre druida. Há imensa verdade no que dizes.

    Em minha opinião, certos sistemas mais " engessados", que favorecem o surgimento dos famigerados advogados de regras, mesmo quando bem trabalhados dificultam um pouco a abordagem old school porque torna-se necessário que se desvie com frequência de algumas regras. Mas isto é de fato um estilo de jogo, e como tal, com diferentes graus de esforço, pode ser usado em qualquer sistema se este for o desejo de mestres e jogadores.

    ResponderExcluir
  3. O sistema ajuda muito em realizar um jogo old school ou não. Claro que o mestre pode mudar tudo e fazer um 4ª edição ficar old school, mas ai na verdade, ele estaria jogando um jogo híbrido.

    O AD&D já era o contrário, vc poderia usar as regras e mesmo assim estaria no clima old school, que pelo que percebo, parece que é o que querem resgatar...

    Agora meu nobre amigo Odin, Moradin é da 3º ed se bem me lembro... rsrsrs. Foi mal, é brincadeira. Mas não consigo gostar desses Deuses aí, gostava muito mais dos Plantel de Forgotten Realms 2ª ed, com Tyr, Torm, Ilmater e por ai vai....

    ResponderExcluir
  4. Salve, nobre irmão!

    Como disse antes, o sistema ajuda ou atrapalha de forma muito significativa uma abordagem old school. E justamente por estas mudanças semelhantes ao AD&D que acredito que a 5a edição está tentando resgatar o velho clima, que fora abandonado na 3a edição.

    Quanto ao poderoso Moradin, ele aparece no livro de Forgotten Realms desde a segunda edição, assim como Corellon, Yondalla e outras divindades raciais, que eram usadas tanto em Toril quanto em Greyhawk. Mas entendi teu ponto, e eu também prefiro os deuses e cosmologia mais antigos.

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente estou roendo as unhas para ver como vai ficar o 5°Ed. Que venham as noites mágicas jogando com os amigos \o/\o/\o/

    ResponderExcluir
  6. Hahaha, torno minhas tuas palavras!

    ResponderExcluir