terça-feira, 15 de abril de 2014

Histórias de Taverna

Saudações, ávidos levantadores de canecas!

Ano passado, escrevi uma história curta e despretensiosa sobre um bardo narrando em uma taverna uma versão completamente "questionável" de seus feitos, em uma pequena narrativa leve e cômica, que usou fragmentos de uma campanha que mestrei há algum tempo.

Meu nobre e talentoso irmão de armas Ton Marx fez a quadrinização da história e tornou-a realmente divertida. Aos interessados em conferir esta "balada" nada épica, há dois diferentes portais que os conduzirão a esta taverna: Quem desejar conferir a história em formato PDF, basta entrar neste PORTAL

Para uma leitura melhor, que requer o programa leitor de quadrinhos CD Display (que pode ser baixado rapidamente AQUI), entrai neste PORTAL.

Que os deuses das tavernas estejam convosco! 

10 comentários:

  1. Parabéns, querido Odin e Wellington!! Ficou ótima e muito engraçada!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa amigo Odin! Estou de cara!!! Não ficou bom não, ficou ótimo, uma verdadeira HQ profissional senão fosse tão curta. Cheguei a ficar triste quando acabou imaginando o anão dando uns cascudos no Bardo folgado kkkkk.

    Certa vez tive um personagem assim, ele era um meio-elfo galanteador, bardo, mas em batalha ele não fugia não, misturava a habilidade com espada com suas magias em combate e era realmente bom no que fazia. Esse bardo da HQ me lembrou dele, foi o personagem que eu fiz que eu mais me diverti... E claro que quando contava as histórias, ele puxava sardinha pro seu lado, como se salvasse sempre o mundo contando para os bares bem naquela "aumento mas não invento", e tentando sempre conquistar um coração para no dia seguinte fugir rsrsrs.

    Parabéns, espero que venha logo o próximo número!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, grato, nobre amigo!

      Bardos são realmente muito interessantes de se jogar, especialmente pelo lado interpretativo. Este tipo de bardo, que luta junto dos amigos e na hora de contar a história cria sua própria "versão", ao mesmo tempo em que tenta roubar corações é mesmo muito divertido.

      Excluir
  3. Adorei Odin! Parabéns \o/ (Realmente o anão deveria dar uns cascudos no bardo XD)

    ResponderExcluir
  4. Entrei sem grande expectativa, mas isto está... bom, muito bom mesmo!
    Odin, devia tentar conseguir isto publicado, tem qualidade para isso. Envolvi-me na história, ri quando o Anão falou na terceira ressurreição e senti raiva do bardo, apetecia saltar dentro da historia e dar-lhe uns sopapos.
    Meus parabéns à obra que resultou na fusão desenhador/escritor.
    A sério, deviam tentar dar asas a este projeto.

    Blogue: http://pensamento-indescoberto.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Hahaha, muito obrigado, nobre irmão. Sinto-me honrado por tuas palavras!

    ResponderExcluir
  6. Grrr, vou matar esse Jake Evermore!!! Como ousa dizer que eu já fui apaixonada por ele??? Bardo desmiolado!!

    ResponderExcluir