domingo, 10 de novembro de 2013

Elfos em D&D 5ª Edição

Os elfos da nova edição de D&D retomam em vários
sentidos a essência tolkieniana da raça.
Saudações, nobres defensores da natureza!

Trago-vos aqui algumas informações interessantes sobre os elfos de D&D 5ª Edição.

Nesta nova edição, os elfos, divididos entre altos elfos e elfos silvestres, estão felizmente retornando as suas origens tolkienianas; ambas as sub-raças constroem pequenos reinos secretos nas florestas, possuem grande ligação com a natureza e são orgulhosos, porém não arrogantes quando lidam com outras raças.

Enquanto os altos elfos possuem uma ligação inata com a magia e geralmente são grandes magos e guerreiros, os elfos silvestres são mais reclusos, formando excelentes rangers e druidas. Ambos atingem a idade adulta logo após os 100 anos de idade e podem viver um pouco além dos 700 anos.

Um detalhe que me chamou a atenção foi que a proeza marcial da raça foi mais evidenciada, mesmo no caso dos altos elfos, e lidando com questões estéticas, eles são ágeis e esguios, mas podem chegar à altura de um humano normal. Assim, temos algo muito próximo com os Noldor e os Elfos Silvestres de Tolkien:

TRAÇOS RACIAIS DE TODOS OS ELFOS
 Modificador de Habilidade: Todos os elfos recebem +1 em seu valor de Destreza.
Tamanho: Médio
Visão na Penumbra.
Treinamento marcial élfico: elfos são proficientes com a espada longa, sabre e todos os tipos de arcos.
Descendente das Fadas: Elfos são imunes a magias de sono e podem rolar 2d20 e escolher o melhor resultado para resistir a magias de encantamento.
Sono Éflico: Os elfos precisam dormir apenas 4 horas diárias para obterem os benefícios de um repouso total que para outras raças precisa ser de 8 horas.
Sentidos Aguçados: Elfos podem rolar 2d20 e escolher o melhor resultado em testes de Percepção. 

SUB-RAÇAS:

Altos Elfos: Os altos elfos foram os primeiros a utilizar a magia arcana, e muito do que as outras raças mais jovens conhecem sobre magia foi aprendido (ou roubado) dos altos elfos. Eles são altamente comprometidos no que fazem, e seus guerreiros e magos são altamente respeitado pelo mundo.
Modificador de Habilidade: +1 em Inteligência.
Magia: Altos elfos podem utilizar sem limite de uso diário uma magia de nível 0 da lista dos magos.

Elfos Silvestres: Os elfos silvestres são grandes rastreadores e guardiões do mundo selvagem. Geralmente reclusos e desconfiados de estranhos, os elfos silvestres são extremamente furtivos e letais dentro de sues ambientes naturais.
Modificador de Habilidade: +1 em Sabedoria.
Deslocamento Básico: 12 metros.

Graça dos elfos silvestres: Em locais semelhantes ao seu ambiente natural (florestas coníferas, tundra, neve...) um elfo silvestre pode tentar se esconder mesmo quando observados de perto.

11 comentários:

  1. Alto Elfo: Mais de 1,80 m. XD

    Bom, gostei do q vi. Altos elfos mais direcionados a magos enquanto os silvestres pegam mais para o lado ranger/guerreiro de arco da raça. Interessante. Só tenho minhas dúvidas se esse +1 Int vai ser significativamente útil. E eu fiquei com medo do Treinamento Marcial...

    ResponderExcluir
  2. Salve, nobre Hayashi

    A impressão que tive com os altos elfos foi que eles emulam os Noldor ou Sindar de Tolkien; grandes mestres tanto na arte da magia quanto da espada. A minha preocupação com o +1 de Int. não ter grande utilidade surgiu principalmente quando vi o absurdo dos ajustes raciais dos humanos, que prevem um bônus de +1 em TODOS os atributos.

    Pelo que tenho acompanhado em sites e fóruns, os ajustes de habilidades (especialmente os dos humanos) estão causando grandes discussões. Provavelmente, elfos, anões, halflings, etc receberão no fim um bônus de +2 em um determinado atributo e os humanos um bônus de +1 em dois ou três atributos, mas ainda teremos que esperar um pouco para ver.

    Mas independente disso, estou gostando bastante da caracterização que está sendo feita para as raças de personagens. Os halflings, por exemplo, ficaram bem interessantes, como veremos em um pergaminho futuro.

    ResponderExcluir
  3. "vi o absurdo dos ajustes raciais dos humanos, que prevem um bônus de +1 em TODOS os atributos".

    What??

    Acho que seria melhor na raça humana, um bônus de +1 em um atributo a escolha do jogador e pronto.
    Adorei os elfos (eles ficam deliciosos com mostarda alemã XD).

    ResponderExcluir
  4. Hahaha, os trolls e ogros também adoram os elfos da mesma forma pelo que eu soube!

    Quanto aos ajustes de habilidade dos humanos, li várias vezes e em diversas fontes para ter certeza de que não tinha me enganado, mas estranhamente é isso mesmo: + 1 em todos os seus valores de habilidade, enquanto as outras raças recebem +1 em uma habilidade específica mais alguns outros bônus raciais.

    Certamente isso será mudado quando o sistema estiver pronto, mas fiquei muito surpreso quando li, porque como muitos reclamaram, os humanos agora são tão resistentes quanto anões ou inteligentes quanto altos elfos em termos de valores de habilidade, e além disso, são superiores em todos os demais.

    ResponderExcluir
  5. Legal!!! Gostei muito!!! Estou começado a ficar ansioso pela 5ª edição!!! :D

    ResponderExcluir
  6. Realmente, mesmo com um detalhe ou outro um pouco polêmico, todos estamos de maneira geral ansiosos pela nova edição!

    ResponderExcluir
  7. Os seres humanos são criaturas fantásticas isso não tenho dúvida, mas +1 para todos os atributos força a amizade kkkkkkkKKkkkkkKKKkk. Tanto que o que eu acho que torna os humanos únicos é contrabalanço entre seus defeitos ( que são abundantes) e qualidades ( que são escassas porem únicas).

    ResponderExcluir
  8. Alguns pontos: à medida que foram avançando os playtests, de modo geral, houve um declínio de poder entre as raças. Algumas coisas aí foram alteradas, mas não dá para saber até que ponto essas coisas permanecerão de uma foram ou de outra na publicação final. De modo geral, as mudanças mais marcantes são duas características que cabem em todos as sub-raças élfica: Elf Weapon Training e Keen Senses. A primeira, já mostrada acima, agora somente garante que todos os elfos, independente de suas classes, terão acesso ao uso de espadas e arcos, sendo proficientes no uso dessas armas. (Isso, basicamente, quer dizer que você pode adicionar o valor de sua proficiência quando fizer testes no uso dessas armas; valor esse que varia, igualmente entre todas as classes, de 1 a 6). A segunda, Keen Senses, Sentidos Aguçados, ou como queiram chamar, dá vantagem aos elfos nos usos da perícia percepção. Ou seja, eles podem jogam dois d20 e escolhem o maior valor quando estão tentando escutar ou ver algo.

    Uma das coisas que temos de notar aqui é: Embora possa parecer estranho dizer, os humanos, apesar dos bônus, não são nada mais fortes do que um elfo, anão ou halfling... Pois essa é a única vantagem de se jogar com um humano. Enquanto as outras raças tem traços raciais que podem ser benéficos, os humanos apenas ganham esse bônus. Eu ainda acho isso errado, e tenho quase certeza que na versão final seja modificado (um tempo atrás o pessoal da WotC se manifestou no twitter nesse sentido), mas não é nem de longe tão bom quanto parece à primeira vista.

    Quanto ao valor de +1 para os atributos... Eu acho uma boa. Isso mostra uma tendência de algumas raças a determinados aspectos, embora não condene essa raça a um único caminho (O exemplo mais claro é o Meio-Orc Bárbaro da 3ª edição). Analisando bem, eu acho esse ajuste de +1 mais interessante do que os modificadores de +2 e -2 da terceira edição; além de remeterem claramente aos tempos do AD&D. Talvez um passo a mais na direção de os jogadores esquecerem novamente a mecânica do personagem e começarem a trabalhar mais com a interpretação do personagem.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Salve, sábio amigo!

    Obrigado por me lembrar dos Sentidos Aguçados; eu havia esquecido de colocar e atualizarei agora mesmo o post.

    Quanto aos humanos, é realmente o que todos dissemos aqui: +1 em todos os atributos é mesmo exagerado mesmo considerando que ele não recebe mais nada, mas isso certamente será modificado nos próximos playtestes porque está mesmo estranho.

    Os bônus de +1 lembram mesmo o AD&D, o que acho bem positivo. Minha ressalva quanto a isto é que, da maneira como as coisas estão, anões não são mais resistentes do que humanos, por exemplo. Mas se, como na época do AD&D, cada raça recebesse +1 em um atributo e -1 em outro e os humanos não tivessem bônus ou penalidades, acredito que teríamos algo interessante.

    Mas esperemos e vejamos o que o futuro nos reserva...

    E caso alguém saiba de algo novo, por favor, compartilhe conosco!

    ResponderExcluir