sábado, 30 de novembro de 2013

Conjurando Magias em D&D 5ª Edição

A conjuração de magias em D&D 5 é simples e funcional. Além disso,
valoriza elementos de roleplay, como o uso de objetos especiais como
cajados e símbolos sagrados para canalizar melhor energias mágicas


 Saudações, mestres da magia!

Tratemos agora de um ponto extremamente importante em qualquer campanha de D&D: A conjuração de magias.

A conjuração de magias é feita de forma bastante simples em D&D 5ª Edição. 

A maioria das magias, que possuem tempo de execução de uma ação, podem ser conjuradas diretamente, sem que qualquer teste seja realizado. Para conjurar estas magias, não é necessário manter a concentração, e por isso, o conjurador ser atingido nestes momentos não atrapalha em nada sua capacidade de conjurar a magia desejada.

Porém, caso a magia requeira um tempo maior de conjuração (um círculo de teletransporte, por exemplo), o conjurador deve ser manter focado apenas nisto até que a magia seja terminada.



Caso ele sofra algum tipo de dano durante este período, ele deve fazer um teste de Constituição de dificuldade igual à metade do dano tomado para não perder sua concentração e a magia que estava conjurando.

Dito o básico, vejamos alguns outros pontos interessantes:

CONJURAR MAGIAS USANDO ARMADURAS: Conjurar uma magia usando uma armadura com a qual não se é proficiente é impossível. Nada mais justo.

CONJURAR UMA MAGIA COMO UMA MAGIA DE NÍVEL SUPERIOR: Algumas magias, como Bola de Fogo, por exemplo, podem ser conjuradas usando uma magia preparada de nível mais alto, o que aumenta de forma significante seus efeitos. A alteração do efeito (se a magia causa mais dano, tem alcance maior, etc) varia conforme a descrição de cada magia, mas esta é uma opção bastante interessante.

MAGIAS DE NÍVEL 0 (“CANTIPS”): Magias de nível 0, conhecidas como “truques”, “orações” ou simplesmente cantrips no original, podem ser conjuradas à vontade, sem necessidade de preparação antecipada.

RITUAIS*: Os rituais são uma alternativa muito interessante para se conjurar magias conhecidas que não foram previamente preparadas. Não são todas as magias que poderão ser conjuradas desta forma, mas ao adicionar 10 minutos ao tempo de conjuração de uma magia, um bardo, clérigo, druida ou mago podem conjurar uma magia conhecida que não haviam preparado previamente. Obviamente, não há como fazer rituais para a conjuração de magias instantâneas de dano (como Relâmpago), mas magias como Detectar o Mal, Alarme, Augúrio, Falar com Animais ou Identificar podem ser conjuradas desta forma.

* Agradecimento a Denilson de Morais Junior pelo lembrete.

DIFICULDADE PARA SE RESISTIR A MAGIAS: Este é um ponto muito importante, especialmente porque as resistências que aumentam com o nível do personagem como tínhamos na terceira edição não existem mais. Agora, as resistências são feitas rolando-se diretamente o modificador de cada atributo. Assim, a dificuldade para resistir aos efeitos de uma magia é determinada da seguinte forma:

BARDOS: A dificuldade base é 8 + modificador de Carisma. Se o bardo estiver usando um instrumento musical com o qual é proficiente, ele adiciona seu bônus de proficiência à dificuldade do teste.

CLÉRIGOS: A dificuldade base é 8 + modificador de Sabedoria. Se o clérigo estiver segurando em sua mão seu símbolo sagrado, ele adiciona seu bônus de proficiência à dificuldade do teste.

DRUIDAS: A dificuldade base é 8 + modificador de Sabedoria. Se o druida estiver segurando em sua mão um instrumento de foco (como um cajado de madeira), ele adiciona seu bônus de proficiência à dificuldade do teste.

MAGOS: A dificuldade base é 8 + modificador de Inteligência. Se o mago estiver segurando em sua mão um instrumento de foco (como um cajado, orb ou o próprio grimório), ele adiciona seu bônus de proficiência à dificuldade do teste.

Assim, podemos notar que a conjuração de magias será feita de forma simples e funcional em D&D 5. Uma ótima notícia tanto para conjuradores quanto para aqueles que não utilizam magia.

15 comentários:

  1. Gostei muito como as magias foram tratadas e achei muito elegante a forma como os designers incluíram o uso de instrumentos mágicos no sistema do jogo.

    Mas como eu sou um dragão ranzinza e tenho que reclamar haha, não gostei nem um pouco de terem eliminado os testes de resistência. Os testes de resistência são dispensáveis, mas eles serviam para mostrar a evolução do personagem. Eu fiquei triste, achava um conceito simples e sempre utilizava eles de exemplo para jogadores novatos ao explicar que os personagens ganham níveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei muito da maneira como cajados, grimórios e até mesmo instrumentos musicais foram inseridos de forma mais ativa em termos de beneficiar o conjurador que faça uso destes objetos "icônicos". Quanto às resistências, eu particularmente não sinto falta delas, mas entendo te ponto; elas eram mesmo um forma interessante e simples de mostrar a progressão do personagem ao longo de sua carreira.

      Excluir
  2. Uma dúvida nãos sei se já foi comentado, mais aqui no Brasil, já que a Devir está traduzindo o Pathfinder RPG, como vai ficar a nossa situação em relação ao D&D 5 edição!, vide que a Devir era detentora dos direitos do D&D no Brasil e uma das poucas com grana para pagar seu custeio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser sincero, ainda há muitas sombras obscurecendo este assunto; a Devir está mesmo trabalhando em Pathfinder RPG, e já no ano que vem trará ao menos o livro básico do sistema. Meu palpite é que em 2015, quando puderem legalmente lançar o D&D 5 nestas terras (li em certo local que eles só podem lançar o material aqui após um ano do lançamento do original), a Devir paralisará a linha Pathfinder e começará a investir na nova edição do D&D, por esta ser mais lucrativa. Acho difícil que a editora trabalhe com duas linhas "auto-predatórias" ao mesmo tempo, e também acho improvável que eles segurem D&D 5 como fizeram com o AD&D anos atrás.

      Mas tudo isso, infelizmente, apenas o tempo dirá...

      Excluir
  3. Excelente post, Odin! Ótimo trabalho, como sempre!

    Só um adendo: Magos, Clérigos, Bardos e Druidas também podem realizar algumas magias na forma de RITUAIS. Basicamente, adicionando 10 minutos ao tempo de conjuração de uma magia, o conjurador realizaria uma cerimônia que incluiria os focos materiais necessários para a magia e o implemento de sua classe, não sendo necessário que ele tenha preparado antecipadamente a magia.

    As magias que contém uma forma ritual no pack de agosto: Alarm, Animal Messenger, Augury, Commune, Comprehend Languages, Contact Other Plane, Detect Good and Evil, Detect Magic, Detect Poison and Disease, Divination, Gentle Repose, Identify, Knock, Locate Animals or Plants, Plant Growth, Purify Food and Drink, Silence e Speak with Animals.

    Interessante notar que anteriormente também havia versões rituais de outras magias: Arcane Lock, Banishment, Darkvision, Gate, Greater Restoration, Move Earth, Pass Without Trace, Planar Ally, Raise Dead, Regenerate, Remove Curse, Resurrection, Scrying, Speak with Dead, Teleport, Teleportation Circle, True Resurrection, True Seeing e Zone of Truth.

    Resta esperar para vermos como a lista de rituais vai estar na versão final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus mais sinceros agradecimentos, mais uma vez, sábio amigo!

      Na correria esqueci de comentar sobre os rituais, uma alternativa muito interessante para se conjurar certas magias sem a necessidade de prepará-las anteriormente. Farei agora mesmo um pequeno complemento no pergaminho utilizando parte do que dissestes.

      Excluir
  4. "Simples e funcional" Maravilha!
    Nunca agradaria gregos e troianos, mas está caminhando para um rumo promissor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, sábias palavras, grande dragão mostarda!

      Excluir
  5. Difícil é conter a ansiedade até a lista final de rituais... Hehehehehe!

    ResponderExcluir
  6. Boa-noite nobre Odin!

    Estamos aqui novamente para comentar um post. Esse velho sábio que gosta de nostalgia está começando a achar interessante essa nova versão (calma, ainda estou começando rs). Não tem como não comparar com o velho AD&D e continuo achando que eles estão puxando mais para o lado do D&D 3.x do que do velho AD&D (que na minha opinião, foi a melhor versão).

    Mas é isso, a esperança ainda vive em achar que o velho Drizzt (meu personagem preferido junto com o velho Elminster) apareça para mostrar o que é um Ranger de verdade, com suas 2 espada mágicas, como havia debatidos meses atrás em outro post seu falando do Ranger. Que o velho Ilmater tenha misericórdia de nós, velhos mestres de AD&D e que Tyr venha salvar a todos (seja mestres novos do D&D 3.x ou do velho AD&D e OD&D).

    Um abraço do velho mago ainda aprendiz,
    Eduardo Bunker.

    ResponderExcluir
  7. Sejas bem vindo de volta, grande amigo!

    No início, eu também estava bastante receoso com esta nova edição mas agora vejo que eles estão realmente se esforçando para caminhar na direção certa (podes perceber que o nível de poder dos personagens está mais próximo do que aquilo que tínhamos em AD&D; até os talentos da terceira edição foram deixados de lado).

    E dado o trabalho que foi feito com o ranger na 5a edição para trazer a classe de volta às origens, estou certo de que Drizzt voltará em sua melhor forma!

    Como sabiamente dissestes, que os deuses estejam conosco!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não vi o Ranger dessa nova versão nobre amigo dos céus, pelo que vi vc já postou aqui então vou ver os antigos posts, pois fiquei um tempo meio sumido.

    Procurarei agora mesmo. Abração do velho sábio rabugento!
    Eduardo Bunker.

    ResponderExcluir
  9. Saudações caros amigos.

    Caro Odin eu gostaria muito de ver um pergaminho seu sobre a classe mago do 5ªed ela teve uma reformulado muito interessante ao meu ver e gostaria de saber sua opinião.

    Valeu!!

    ResponderExcluir
  10. Saudações caros amigos.

    Caro Odin eu gostaria muito de ver um pergaminho seu sobre a classe mago do 5ªed ela teve uma reformulado muito interessante ao meu ver e gostaria de saber sua opinião.

    Valeu!!

    ResponderExcluir