terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Mitologia Nórdica: Einherjar, os mais poderosos guerreiros dos Nove Mundos.

Ao contrário do que se comumente acredita, os valorosos guerreiros de todas
as partes de Midgard eram recebidos em Valhalla, não apenas os nórdicos.
Saudações, valorosos guerreiros! 

Trago-vos hoje um pouco de conhecimento sobre os Einherjar, os guerreiros supremos de Asgard e de todos os Nove Mundos.

Einherjar são os guerreiros que viveram com honra e tombaram bravamente no campo de batalha, cujas nobres almas são levadas pelas Valquírias para Asgard.

No idioma nórdico arcaico, o nome vem do termo “um-harrier” , que significa “exército de um homem só”, bimbolizando ao mesmo tempo que cada um destes guerreiros vale por um exército e que todos eles, independente da crença ou origem, fazem parte de uma única grande força. Dentre estes grandes guerreiros, os mais nobres e experientes são enviados para Valhalla, enquanto os menos formidáveis (que ainda assim são guerreiros valorosos) são enviados para Fólkvangr, os Salões de Freya.

Mesmo guerreiros que jamais ouviram falar de Odin eram recebidos em seus
Salões, e a partir deste momento, guerreiros de diferentes clãs e etnias
passavam a ser irmãos de armas no mais poderoso exército dos Nove Mundos.
Um fato interessante a ser destacado é que guerreiros de toda parte de Midgard são enviados a Asgard caso se provem dignos, e não apenas os nórdicos ou aqueles que cultuam Odin. Assim, o termo “um-harrier” também pode ser compreendido como “homem de um único exército”, pois todos agora fariam parte do exército de Odin, não importando suas etnias ou local de origem.

 Ao nascer do sol, os Einherjar são despertados pelo galo Gullimkambi (“crista dourada”) e iniciam um árduo treinamento que visa aprimorar ainda mais suas habilidades com armas e a força de seus espíritos. O treinamento prossegue ao longo do dia inteiro nas planícies de Asgard, envolvendo inclusive caçadas a gigantes do gelo e combates amistosos com alguns deuses. Evidentemente, muitos são os Einherjar que perdem suas vidas durante o treinamento, mas não há rancor algum quanto a isto.

 À noite, todos aqueles que morreram são ressuscitados em perfeitas condições, salvo algumas cicatrizes de batalha que são mantidas em honra aos feitos daquele dia. Em Valhalla, todos os Einherjar se unem para uma confraternização, onde se banqueteiam com a carne de Saehrimnir, o javali sagrado cuja carne se renova todos os dias e com a cerveja produzida pelas tetas de Hedirum, uma cabra que fica no alto de Valhalla se alimentando das folhas da árvore Laerad.

 Desta forma, quando o derradeiro dia do Ragnarok chegar, os Einherjar representarão a força suprema de Odin, e lutarão lado a lado dos deuses contra os exércitos de gigantes do fogo e do gelo e contra as hordas do inferno.

 Que os deuses da guerra estejam convosco!

2 comentários:

  1. Ótima postagem! ^_^ Deu até vontade de reviver o tempinho que passei jogando Valkyrie Profile 2 \o/

    ResponderExcluir
  2. Este jogo é realmente incrível; disparado um dos meus favoritos, mesmo com um Odin nada fiel à sua imagem mitológica.

    ResponderExcluir