terça-feira, 9 de outubro de 2012

Byron Larkan

Byron Larkan
Arte por Angela Takagui e André Bacchi
Antecedentes: Byron sabe pouco sobre sua vida ou seu passado. Tudo o que se lembra é que ele era um camponês comum que em algum momento de sua vida foi raptado por um misterioso culto liderado por feiticeiros sombrios. Suas memórias sobre o tempo que passou como prisioneiro nas mãos do culto sombrio também não são claras; ele lembra-se apenas de ser submetido a uma série de dolorosos experimentos mágicos junto a outras “cobaias”. Os objetivos destas experiências são até agora desconhecidos para Byron, mas cerca de um ano atrás, ele e alguns outros foram "descartados", como experimentos falhos em uma floresta no meio do reino de Loregard.

À noite, essa floresta amaldiçoada era infestada por mortos-vivos, e para piorar as coisas, todas as cobaias que foram descartadas junto a Byron haviam se tornado completamente insanas devido aos experimentos mágicos. Talvez por causa de sua força de vontade ou por causa da bondade em seu coração, Byron foi capaz de manter sua sanidade, e tentou ajudar seus torturados "irmãos" a sair da floresta. Mas quando alguns deles começaram a tentar matá-lo por conta da insanidade, ele percebeu que precisava para tentar escapar sozinho. Ele sentiu que algo não estava certo naquela floresta, e sabia que se não pudesse encontrar uma saída antes do pôr do sol, ele estaria condenado.


Pela mão do destino ou da sorte, Byron correu desesperadamente por horas, e finalmente encontrou uma maneira de sair da floresta amaldiçoada cerca de uma hora antes do pôr do sol. Ele estava com sede e fome, e se viu em uma vasta planície, e procurou avidamente por uma estrada que pudesse levá-lo a uma aldeia. Desta vez, porém, o destino e a sorte não estavam ao seu lado, e após algumas horas de dura caminhada, ele desmaiou, aparentemente, no meio do nada.

Horas mais tarde, no meio da noite, ele acordou e percebeu que uma estranha energia azul estava correndo seu corpo. Ele ainda estava com fome, mas a sede havia desaparecido completamente. Ele também sentiu uma estranha conexão com o elemento água, como se agora ele fizesse parte de sua própria alma. Por puro instinto, ele levantou a mão e um globo de luz apareceu, iluminando a escuridão ao seu redor. Ele decidiu continuar andando, e logo, por causa de sua luz, ele foi detectado por um cavaleiro errante. O cavaleiro se aproximou dele, e apresentou-se como um membro do Forte do Dragão, uma organização de guerreiros dedicada a proteger e treinar as pessoas daquelas terras. O cavaleiro deu a Byron um pouco de comida, e o levou para o Forte, que era localizado mais ao sul, no reino de Sylesia.


Ouvindo as histórias do cavaleiro e sabendo que possuía um estranho poder, Byron decidiu usá-lo para proteger as pessoas, e para evitar que os outros sofressem um destino semelhante ao seu.


Personalidade: Byron é um homem gentil e calmo, sempre disposto a ajudar as pessoas onde quer que vá. Ele é inteligente e muito sério sobre o uso de seus poderes; Byron é sábio o suficiente para saber que ainda não consegue controlar seus poderes arcanos, e que se for descuidado, corre o risco de ser controlado por eles. Ele é o tipo de pessoa que não se importa muito com regras, e é apenas preocupado em ajudar as pessoas da melhor forma possível. Para ele, isso é ainda mais importante do que a compreensão e desenvolvimento de seus poderes, algo muito raro para um discípulo das artes arcanas.


Habilidades: Como não teve nenhum treinamento anterior, Byron sabe pouco sobre as artes arcanas, mas, apesar disso, é um feiticeiro talentoso e habilidoso, que tem uma forte ligação com os espíritos elementais da água. Ele conhece muitas magias relacionadas ao elemento água / gelo e é capaz de conjurar alguns feitiços de controle da mente bastante poderosos.

Exemplos de Estatísticas do jogo (para D & D 3.5 e Pathfinder RPG)


Raça:  Humano

Classe:  Feiticeiro (linhagem elemental - água)

Nível*:  04

Alinhamento: Caótico Bom


Habilidades:  For 12, Des 14, Con 14, Int 12, Sab 12, Car 18 (itens mágicos não inclusos)

* No início da história "A Era dos Orcs" 

Nenhum comentário:

Postar um comentário