segunda-feira, 16 de julho de 2012

Rangers Mestres das Feras

Elfo do Gelo ranger
Saudações, ferozes caçadores!

Compartilho convosco uma nova alternativa para personagens rangers em D&D 3.5. Trata-se do Ranger Mestre das Feras, um caçador que, ao invés de se especializar no uso do arco ou no estilo de combate com duas espadas, possui uma ligação extremamente forte com a natureza, que se manifesta através de poderoso companheiro animal.

O animal de companhia de um mestre das feras funciona como uma extensão do próprio ranger, assim como a espada é uma parte do corpo de um bom guerreiro. Mestres das Feras nutrem um grande respeito pela natureza e possuem um forte código moral, atuando como poderosos guardiões do equilíbrio e do mundo natural. A grande maioria dos mestres das feras trabalha junto a círculos druídicos e normalmente servem de forma ativa divindades da natureza.



Muitos mestres das feras são elfos, meio elfos e meio orcs. Alguns dos membros mais poderosos da classe são licantropos naturais de tendência boa, especialmente licantropos urso.

MESTRES DAS FERAS EM REGRAS

Em termos de jogo, o ranger perde o Estilo de Combate, que recebe nos níveis 02, 06 e 11, e recebe no lugar as seguintes habilidades especiais:

COMPANHEIRO ANIMAL APRIMORADO (Nível 02)
No 2º nível, o ranger recebe seu companheiro animal, que funciona exatamente como o companheiro animal de um druida. O nível efetivo do ranger para determinar os dados de vida e habilidades adicionais do seu animal de companhia é o mesmo de um druida de 1 nível inferior. (assim, um ranger de 15º nível teria um animal de companhia da mesma forma que um druida de 14º nível).

CAÇADOR IMPLACÁVEL (nível 06)
No 6º nível, o ranger passa a compartilhar seus bônus de Inimigo Favorito com seu Companheiro Animal. O Companheiro Animal recebe os bônus conferidos ao ranger pela habilidade Inimigo Favorito enquanto estiver a até 18 metros de seu mestre.

Meio Orc ranger
FÚRIA DA NATUREZA (nível 11)

No 11º nível, o ranger e seu animal de companhia podem entrar em um estado de fúria guerreira sempre que lutarem juntos. Enquanto estiverem a até 18 metros de distância, o ranger e seu animal de companhia podem entrar em fúria, recebendo um bônus de + 4 em seus valores de Força e Constituição, +2 em seus testes de Vontade e uma penalidade de -2 em suas CA. Esta habilidade pode ser ativada 1 vez por dia/ 6 níveis de classe, e funciona exatamente como a Fúria Bárbara.

7 comentários:

  1. Grande postagem, nobre Odin!

    Esta é uma alternativa muito boa para quem não teve a felicidade de nascer um dos filhos da floresta (Embora eu tenha desprezo por criaturas podres como Orcs que manipulam meus irmãos).

    E, com certeza, patrulheiros com seu companheiro animal poder tornar-se verdadeiros 'problemas' para os aventureiros menos avisados...

    Magnífica é a cena para quem já presenciou, em que um Urso algoz investe para um troll com suas garras, enquanto o herói dispara flechas incessantes como a própria chuva de Ishtar. Nada resiste a isso...

    Se bem que, me desculpe a sinceridade, nunca serão tão poderosos como nós, que nascemos entre os animais e cultuamos os poderes de nossa mãe natureza através do Druidismo!

    Suilanyel, Odin Elendil!
    (Eu o Saúdo, Odin amigo dos elfos!)

    ResponderExcluir
  2. Há verdade em tuas palavras, nobre druida. Sou um grande admirador dos rangers, por conta de Aragorn e seus dunedäin e dos rangers de AD&D, por conta da habilidade marcial ligada a uma ligação íntima que eles possuem com o mundo natural. Também acho magníficas as cenas onde um ranger ou bárbaro investem ao lado de poderosos animais, lutando como verdadeiros irmãos, contra seres malignos.

    Quando jogo com um ranger, faço o máximo para explorar este lado de "guardião da natureza" do personagem, e meus rangers sempre têm grande admiração pelos druidas, que apesar de sábios e poderosos, tratam a mãe natureza com grande humildade e respeito.

    Suilanyel, nobre filho da Mãe Terra.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post, nobre Odin...

    Também gostei muito da primeira imagem... Magnífica =D...

    ResponderExcluir
  4. Muito legal o ranger com companheiro animal. Lembra o Drizist e sua pantera mágica! Dá ótimas oportunidade para criar um personagem único!

    ResponderExcluir
  5. Realmente...

    E também gostei muito desta imagem, amigo druida; me lembrou os trabalhos daqueles nobres artistas que foram mostrados em teu bosque.

    ResponderExcluir
  6. Muito legal esse post! Falar dos Rangers sempre é bom. Afinal, se o Druida é o clerigo das florestas, o Ranger é o guerreiro das florestas e esse caminho com um companheiro mais forte ficou muito interessante.

    ResponderExcluir
  7. rpg que eu jogo sou Ranger Druida com mestre das feras ta muito forte combando essas classes :) .

    ResponderExcluir