quarta-feira, 1 de junho de 2011

Escaldos em ASGARD RPG

Escaldos são viajantes experientes, mestres nas artes da oratória, do canto e do uso de instrumentos musicais. São eles os responsáveis por espalhar (e criar) as lendas sobre bravos heróis e seus grandes feitos, e não é raro que em alguns casos, eles mesmos se tornem grandes heróis. Escaldos possuem habilidades inatas de motivar e encorajar seus aliados através de suas canções, além de serem capazes de controlar as energias do destino e da sorte para que estas funcionem a seu favor.

Extremamente sociáveis, os escaldos normalmente agem como porta vozes de um grupo e por vezes até mesmo como líderes. Através de seu amplo conhecimento sobre todas as áreas do saber, um escaldo é capaz de descobrir segredos e histórias que nem mesmo os mais sábios são capazes de desvendar.


HABILIDADE ESPECIAL: CONHECIMENTO DOS ESCALDOS
Benefício: Como escaldo, você recebe um bônus de +4 em todos os testes de Conhecimento que fizer, e pode aprender a falar e ler 2 idiomas adicionais gratuitamente.

APRIMORAMENTOS DE CLASSE
No 1º nível, você deve escolher dois dos seguintes aprimoramentos de classe:

CANÇÃO DE BATALHA
Benefício: Todos os aliados do escaldo que puderem ouvi-lo tornam-se imunes a magias e efeitos de medo e recebem um bônus de +2 em suas jogadas de acerto. O efeito desta canção dura 5 rodadas após o escaldo parar de cantar, e consome 2 Pontos de Mana.

CANÇÃO DA PROTEÇÃO
Benefício: Todos os aliados do escaldo que puderem ouvi-lo recebem um bônus de +2 em seus testes de Vigor, Força de Vontade e Esquiva. O efeito desta canção dura 5 rodadas após o escaldo parar de cantar, e consome 2 Pontos de Mana.

CANÇÃO DA VIDA
Benefício: Todos os aliados do escaldo que puderem ouvi-lo recuperam 1 Ponto de Vida por rodada. O efeito desta canção dura 5 rodadas após o escaldo parar de cantar, e consome 2 Ponto de Mana.

ENCANTADOR DE ANIMAIS
Benefício: Animais domésticos (cavalos, cães, falcões treinados...) gostam de sua presença e obedecem a pequenos comandos como “pare”, “pegue” ou “mais rápido”. Além disso, outros animais (lobos, ursos...) apenas atacam você se forem atacados primeiro.

SENHOR DA SORTE E DO AZAR
Benefício: Você é capaz de influenciar a sorte e azar de todos a seu redor enquanto luta ou faz outras ações. Esta habilidade consome 1 ponto de mana para ser usada e tem duração de 1 rodada. Ela pode possuir 3 efeitos diferentes:

• Você concede a um aliado que esteja a menos de 18 metros de distância (ou a você mesmo) um bônus de sorte em todos os testes de perícias e resistências igual a seu ajuste de carisma.

• Você concede a um inimigo ou adversário que esteja a menos de 18 metros de distância uma penalidade em todos os seus testes de perícias e resistências igual a seu ajuste de carisma (nenhum teste de resistência é permitido para resistir ao efeito).

• Você pode conferir um bônus ou penalidade igual ao seu ajuste de carisma a um teste de sorte feito por qualquer pessoa (inclusive você mesmo).

6 comentários:

  1. Uma de minhas classes favoritas. Gostei bastante da maneira como ela foi abordada aqui, Odin. Achava muito ruim aquela história dos bardos "patos", e fiquei feliz em ver que em Asgard RPG os escaldos possuem suas habilidades de buff mais simplificadas e se concentram mais na parte do Roleplay através de seus conhecimentos e de sua habilidade de falar mais idiomas, o que normalmente é negligenciado em outros sistemas.

    Mas o que mais gostei foi a habilidade Senhor da Sorte e do Azar. Pelo visto, a Sorte tem mesmo um papel importante dentro do sistema, e será ilário ver grandes demônios ou chefes orcs com dificuldade para aingir os guerreiros do grupo só porque o bardo está dando azar para ele.

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca vi uma classe bardo/escaldo/artista que me chamasse atenção, essa (sem ofensas grande odin) pra mim continua na mesmice. Pelo menos ao que parece ele não usa magia (o que acho deploravel, magia pra bardo, se levar em conta que tem pericias ladinas e buffs naturais, essas são as funções basicas das magias que ele acaba recebendo então, me parece redundante0 agora sempre achei que o bardo deveria ser algo similar ao de Bard's Tale (o game) só que sem os summons, pois lá as musicas invocam criaturas, mas se as musicas dessem buff, e ele ainda desenvolvesse as pericias ladinas e um estilo sutil de combate (tipo uma esgrima) ai sim seria bacana, estilo mensageiro da coroa...

    ResponderExcluir
  3. Não há com o que se ofender. Este é um espaço para debates.

    O principal problema de bardos/ escaldos como Black Knight apontou, é sua síndrome de pato. Ele normalmente conjura algumas magias como os magos, cura um pouco como o clérigo e tem algumas perícias de ladino. O que quis fazer aqui foi uma classe semelhante aos escaldos e bardos celtas e nórdicos, diferente do "pato" que estamos habituados a presenciar. Assim, o escaldo passa a ser:

    1) Um indivíduo versado em várias áreas do saber, que possui uma ampla gama de perícias ligadas a diversos tipos de conhecimentos.

    2) Alguém capaz de motivar e alegras as pessoas através de suas canções e histórias.

    3) Uma pessoa com forte elo com a natureza e com os animais (seguindo a tradição celta, onde muitos bardso são treinados por druidas). Esta habilidade é representada pelo aprimoramento "Encantador de Animais" (que me esqueci de colocar mas que já está inclusa no post)

    4) Alguém que indiretamente influencia as forças do Destino; nos contos nórdicos é comum a crença de que levar um escaldo em uma viagem trará boa sorte, e que negar comida a abrigo a ele trará um terrível azar. ("Senhor da Sorte e do Azar")

    Desta forma, o escaldo de ASGARD RPG não conjura magias e não possui um papel definido dentro do combate, a menos que deseje se aperfeiçoar no uso de armas (o que lhe é perfeitamente possível). O principal papel desta classe não é meramente oferecer bônus de combate para seus companheiros, mas sim prover o grupo de informações valiosas que muitas vezes representarão a diferença entre a vida e a morte de todos.

    ResponderExcluir
  4. Eu estava estranhando mesmo esta classe ter só 4 aprimoramentos enquanto o guerreiro e o ranger tinham 5. De qualquer forma, gostei da nova habilidade e do enfoque histórico do escaldo.

    Acredito que um escaldo esgrimista com habilidades de ladinos e algumas magias de buff seria a perfeita definição do pato que usei em meu primeiro comentário. (sem ofensas, falcão).

    Como eu disse antes, gosto muito dessa classe, e apesar de amar D&D não suportava mais a posição dele de "quebra galho oficial" no grupo. Sem querer puxar o saco, este bardo me pareceu interessante justamente por NÃO ser um pato. Ao que parece ele é um cara culto e experiente, que já viu de tudo um pouco e tem muita história para contar.

    Mesmo em uma campanha feita só em cima de combates o escaldo seira interessante, pois sua habilidades de manipular a sorte e talvez alguns animais o tornam bacana sem ser um quebra galho.

    Essa é a opinião de alguém que joga muito com a classe: este bardo está bom do jeito que está.

    ResponderExcluir
  5. Cara se vc joga muito de bardo devia gostar do efeito pato, é igual ao guerreiro, quem joga muito de guerreiro e acha ruim a classe ser customizavel?

    Mas enfim com os apontamentos do odin e relembrando o que ele citou no post de magia, que não há magias de buff no asgard rpg, o escaldo torna-se sim mais interessante mesmo em aventuras focadas no combate!

    Uma observação que devo fazer grande odin, é quanto aos aprimoramentos gerais! existem? como e com que frequencia são adquiridos? e finalmente são úteis e customizaveis (pq concordemos que a maioria das vantagens do sistema coda são toscas, +3 de bônus em testes de duas pericias, é muita falta do que colocar como vantagem), odin peço perdão pela minha forma mordaz de comentar e avaliar tudo! e boa sorte!

    PS: Ainda gosto de entender o bardo como um pato sem magias, tipo um pato mundano, pato na pratica! kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Hahaha, não discutam por conta dos patos, nobres amigos!

    E aproveito para dizer novamente que este é um espaço para debates, e considerando que todos aqui são maduros o bastante para não trocar ofensas, ninguém precisa se desculpar. Ambos apontaram pontos interessantes sobre o tema.

    Quanto aos aprimoramentos, aprendi algo importante com os talentos de D&D; para fazer um feat (talento) idiota apenas para fazer número (como aqueles que conferem + 2 de bônus em duas perícias praticamente inúteis), é melhor calar-se e não fazer nada. Todos os aprimoramentos gerais de ASGARD RPG são úteis, e cada personagem seleciona 1 aprimoramento a cada dosi níveis. (2, 4, 6, 8...). Trataremos disso em um pergaminho futuro.

    ResponderExcluir