quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Lutando com 5 diferentes armas medievais

Saudações, nobres almas!

Durante suas andanças, Oyama, o Flagelo das Feras observou o interessante treinamento de alguns guerreiros de Midgard, que compartilho convosco nos Salões de Valhalla.

5 comentários:

  1. Seguindo os comentários do povo do próprio youtube:

    1. A parte das adagas, nos primeiros agarramentos, eu tb achei meio perigoso o fato da palma vir aberta "na frente" da ponta. Um erro ali pode gerar um ferimento feio no braço todo.

    2. As alabardas realmente têm um poder devastador. Os golpes estão mais lentos q os as das outras armas, mas em grade parte, é pelo esforço de vc não querer cortar seu colega de treino em dois. Também é de se destacar o fato de q a alabarda acaba se tornando uma arma dupla. Várias seções terminam pq o outro cara não prestava atenção no cabo da arma, e só na lâmina.

    3. Gostei bastante da espada e escudo. O instrutor (reparem q já é um senhor de certa idade, e de óculos) se aproveita do menor peso da arma e a usa para ganhar velocidade e penetrar na guarda do adversário. Por um momento achei q fosse ficar naquela pataquada hollywoodiana de "vc bate no meu escudo, eu bato no seu".

    4. Notem tb q 99% das manobras de espada de duas mãos inicia com o instrutor girando a espada pra trás. Pode ser para pegar impulso, mas me parece mais uma finta. A guarda "parece" aberta nesse instante, mas é rapidamente fechada de novo.

    Os dinarmaqueses estão de parabéns pelo excelente vídeo, mas confesso q não entendi o cara matando o pobre pêssego (acho q era) no final do vídeo.

    ResponderExcluir
  2. Também gostei muito do treinamento; sem manobras exibicionistas tolas para encher os olhos e ainda assim muito bonito de se ver.

    No duelo com adagas, a mão precisa realmente estar aberta à frente, por uma questão de "finta" e porque ela fechada não teria a mesma velocidade realizar a manobra de imobilização. Mas certamente, é mesmo muito perigoso.

    Quanto à espada de duas mãos, tive a oportunidade de aprender um pouco de kendo/kenjutsu; na ocasião, o instrutor havia dito que os movimentos em arco são necessários para dar velocidade por causa do peso das lâminas. O interessante é que, ao contrário do que parece, a guarda fica aberta durante o giro, e não ao fim dele. o instante em que o arco termina é o momento mais perfeito para um contra-ataque.

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo treinamento, realmente os movimentos são bem feito e podemos ver como uma luta terminava em poucos segundos!

    Como diria os amantes de GURPS, a vida imita GURPS!!!!!!

    RPGames Brasil

    ResponderExcluir