terça-feira, 23 de novembro de 2010

Heroes of Asgard: Rangers (revisado)

Saudações, implacáveis caçadores!

Em todos os nove mundos, os Rangers são respeitados e temidos como os caçadores supremos. Normalmente, gigantes, dragões e mortos vivos estão entre os inimigos prediletos mais comumente escolhidos por estes hábeis caçadores de monstros. Em um contexto nórdico, eles não dominam o uso da magia divina, assim como os raros paladinos. Ao invés disso, eles adquirem certos poderes especiais concedidos por algumas divindades.

Cada um destes poderes pode ser invocado duas vezes por dia. Invocar estes poderes é uma ação livre, e o ranger precisa apenas gritar o nome do deus que deseja chamar. Só é possível invocar um poder por vez.

Sentidos de Heimdall (nível 04): Ao invocar o deus Heimdall, o ranger recebe um bônus de + 10 em todos os testes de observar, ouvir e sobrevivência, e adquire as habilidades ver o invisível e visão no escuro. Duração: um minuto/ nível

Precisão de Uller (nível 08): Ao invocar o deus Uller, o arco do Ranger se torna anti- criatura (+2 nas jogadas de acerto e dano +2d6 no dano) contra seus inimigos prediletos. Duração: uma rodada/ nível

Fúria de Thor (nível 12): Ao invocar o deus Thor, o ranger recebe um bônus de +4 em Força e uma de suas armas causa um dano adicional de +1d8 de eletricidade. Duração: uma rodada/ nível

Caminho de Frey (nível 16): Ao invocar o deus Frey o ranger dobra seu deslocamento e fica sob o efeito das habilidades movimentação livre e caminhar na água. Duração: um minuto/ nível

Maldição de Odin (nível 20): Ao invocar o deus Odin, o ranger recebe um bônus de +5 nas jogadas de acerto e dano contra seus inimigos prediletos, e sempre que atingir um deles com uma arma de combate corpo-a-corpo e desferir um acerto decisivo, o adversário deve fazer um teste de Fortitude CD 20, ou será destruido instantaneamente. Duração: uma rodada/ nível

8 comentários:

  1. Bacana. Deu um levante significativo dentro da classe, mas se todas elas receberem benefícios assim, como o paladino que você fez, acho que não causaria desequilíbrio dentro do jogo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Interessante! Eu mesmo não gosto da idéia de ranger soltando magias a torto e a direito, então acho que essas habilidades não desequilibrariam a classe...

    Só uma pergunta, Odin: tiraste esses poderes de algum suplemento ou os inventaste?

    ResponderExcluir
  3. Mencionastes um ponto muito importante, J. Neves IV: equilíbrio. Considerando os pequenos "combos de magia" que um ranger de nível elevado normalmente pode fazer, e levando em conta que os poderes mencionados aqui não são cumulativos (só é possível ativar um por vez), acredito que a classe não esteja desequilibrada.

    Outro motivo pelo qual acredito que não haja desequilíbrio é o contexto de um "cenário nórdico"; não há lojas de itens mágicos, armaduras encantadas, poções de força, anéis de proteção... Assim como em O Senhor dos Anéis, itens mágicos são bastante raros (comparado à uma ambientação padrão).

    Quanto a tua pergunta, Encaitar, estes poderes foram parcialmente criados por mim, baseados em habilidades de outras classes e em habilidades que acredito serem interessantes para um ranger "viking" que não utiliza magia.

    ResponderExcluir
  4. Rhorvals Alhanadel, o Ciclone de Aço23 de novembro de 2010 23:34

    Ficaram boas essas habilidades, Odin! Se o Paladino com magia já é esquisito, o Ranger consegue ser muito pior!

    Nas nossas campanhas os rangers (Pathfinder) podem sacrificar suas magias para ganhar algumas melhorias no deslocamento, ganhar um segundo estilo de combate e encontrar e desativar armadilhas. Mas não ganham bônus em terreno, quem ganha ainda é o Batedor!

    ResponderExcluir
  5. Concordo contigo, Rhorvals; Rangers como Aragorn (que não conjuram magias) me parecem muito mais interessantes e "reais" do que rangers conjuradores.

    ResponderExcluir
  6. Odin, muito interessante! Parabens por sua criatividade!

    RPGames Brasil
    http://rpgamesbrasil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, Odin! Da-lhe a maldição que leva teu nome para pulverizar inimigos! Gosto muito destas classes que tu revisitas para um contexto nórdico!

    ResponderExcluir