terça-feira, 5 de outubro de 2010

Halls of Heroes: Rhorvals, o Ciclone de Aço

Saudações, grandes heróis!

Atendendo alguns pedidos, inalguro hoje os Halls of Heroes, trazendo as histórias de vossos nobres alter-egos que se aventuram nos mais diversos mundos de RPG. Todos aqueles interessados a participar precisam apenas enviar a história de um de vossos personagens para meus corvos (odin.halls@gmail.com). Sintam-se à vontade para enviar imagens, estatísticas de jogo resumidas e até canções tema (menos musicas "emo" evidentemente; este é um local de honra e dignidade).

Começemos esta semana com a história do nobre Rorvhals, o Ciclone de Aço.
"A Iluminação não pode ser alcançada somente com o domínio do corpo, mas em conjunto com a alma. Então um guerreiro realmente pode entender o valor da vida, e o porquê dela ser protegida a todo custo."

Rhorvals, o Ciclone de Aço
Classe/ nível atual: Clérigo nível 18, Campeão de Corellon nível 2
Raça: Meio-Elfo
Tendência: Caótico e Bom

(Por Leonardo Vieira)

Rhorvals foi adotado e criado por Chaedrus, mestre da espada e líder da nobre casa élfica dos Alhanadel. Desde pequeno ele demonstrou grande perícia com armas e uma fé inabalável, tornando-se um poderoso clérigo guerreiro de Corellon, e um dos poucos combatentes a conhecer o Querimhinue, Canção da Espada em comum, um dos três estilos de luta élfica ensinado apenas para os guerreiros élficos de elite.

Após completar vinte anos, ele resolve partir para conhecer o mundo, aperfeiçoar seu estilo de luta e fortalecer sua fé. Em sua jornada, ele conheceu grandes amigos como Thurdev Martelo do Trovão, um sábio da runas. Drayton Tranca-Dupla, um Halfling ladino. Murnook Punho Sangrento, um honrado guerreiro orc. E o grande amor de sua vida, a druida elfa, Verhanna Folha Selvagem. Juntos viveram grandes aventuras durante 23 anos.

Após a queda de um poderoso dragão, e o nascimento de sua filha, Selwyna, Rhorvals retorna para sua casa e então seu mentor, Chaedrus revela a identidade de seus pais. Imperador Vernard Vardalon, Campeão de Hextor, e Cereane Arco Lunar, a ex-princesa de Sindhar. Pouco depois de receber essa revelação chocante, ele é convocado para uma missão em Sigil, que terminou em tragédia, ficando vinte anos aprisionado em um espelho com sua mulher. Sendo libertado mais tarde por seu pai biológico e voltando para um mundo quase tudo havia mudado.

Rhorvals é um grande clérigo, espadachim ambidestro e um arqueiro letal, mas não é muito orgulhoso de suas habilidades e dificilmente julga alguém por sua raça. Sempre disposto a curar e dar conselhos a qualquer um que trilhe o caminho da honra e da espada. Apesar de suas grandes habilidades, ele é odiado por muitos elfos por causa de sua linhagem.



The way of the warrior (Hammerfall)

13 comentários:

  1. Imperador Vernard Vardalon, Campeão de Hextor5 de outubro de 2010 23:45

    Se eu fiz algo verdadeiramente bom nessa vida, foi o meu filho. Devo agradecer Chaedrus por telo criado como um guerreiro forte, valoroso e honrado.
    Cereane também deve estar orgulhosa disso. Pena, que Thingol não o reconhece-se como neto, por que ele realmente vale mais que muitos elfos “puros”.
    Grato, lorde Odin, por contar um pouco da historia do meu filho.

    ResponderExcluir
  2. Realmente Rhorvals é um grande clérigo e espadachim. Conseguiu derrotar com seus companheiros Ashardalon, o grande dragão ancião. Tornaram-se lendas vivas!
    Pena que nem ele ou Verhanna puderam ver sua filha, Selwyna crescer e se tornar uma linda mulher. Mas isso e passado e nós devemos ver o futuro glorioso pela frente.
    (OFF: Esse é o personagem mais combado que já vi. Ele tem um bônus de ataque de +35, e dano de 1D8+30, +2D6 Sagrado, mais 3+3D6 se for extra-planar maligno. 40 de CA e ele ainda é clérigo.)

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela história, bravos amigos. Que Rhorvals agora possa desfrutar de um pouco de paz ao lado de sua esposa e se Selwyna. Desejo muitas felicidades a todos vós!

    ResponderExcluir
  4. Rhorvals Alhanadel, o Ciclone de Aço6 de outubro de 2010 14:41

    Obrigado, Lorde Odin, por mostrar um pouco da minha história.
    Vardalon, mesmo você sendo meu pai biológico e ter me salvado, isso não nos torna amigos. Nossas ideologias são bem diferentes e opostas.
    Nubling, tu cuidaste bem da minha filha e ela realmente se tornou uma bela mulher (um tanto rebelde a meu ver). Apenas gostaria que ela estivesse aqui em Sírhion conosco, e não ficar presa com aquele paladino sendo obrigada a se enfiar em todo tipo de buraco.
    Astreya, muito obrigado pelo elogio. Obrigado por ser amiga da minha filha, igual a uma irmã mais velha. Devemos aproveitar ao máximo esses momentos de paz e tranqüilidade, mas não devemos nos esquecer que ainda a uma sombra pairando sobre nós. Enquanto Asgorath ficar sob o domínio de Tchar'zanek e suas legiões sombrias, nós nunca poderemos desfrutar de uma paz plena.
    Lenora, como tu és sumo-sacerdotisa de Corellon e uma grande amiga da minha filha, eu tenho um presente para ti. Um Manto dos Reis Élficos. Aceite essa minha oferenda como amostra de gratidão e respeito.

    Manto dos Reis Elficos

    Discrição: Esses mantos primorosamente trabalhados foram criados especialmente para os sacerdotes e nobres élficos de mais alto escalão há varias eras.

    Poderes: Esses mantos de confecção magistral concedem ao usuário +6 de bônus de melhoria em Inteligência, Sabedoria e Carisma e +5 de bônus nos testes de resistência. O usuário pode conjurar enfeitiçar em massa uma vez por dia como um feiticeiro de 20 nível.

    Transmutação (intensa); NC 20; Criar item maravilhoso, esplendor da águia, astúcia da raposa, sabedoria da coruja, enfeitiçar em massa, resistência, o criador deve ser élfico; Preço 309.200 PO; peso 1,3 Kg.

    ResponderExcluir
  5. Ashardalon, O Dragão Vermelho Grande Ancião6 de outubro de 2010 14:48

    EU VOLTAREI PARA TER MINHA VINGANÇA, MESTIÇO IMUNDO!!

    ResponderExcluir
  6. Verhanna Folha Selvagem, a Arquidruidisa de Kharnat6 de outubro de 2010 18:35

    Como Astreya disse, realmente merecemos um pouco de paz, mas como meu amado falou acima, não podemos simplesmente ignorar a ameaça que os corrompidos representam.
    Gostaria que minha filha estivesse aqui conosco. As florestas de Sírhion são lindas.
    Suas bravatas não nos assustam, dragão imundo! O sangue de Dydd corre em minhas veias, e tu nunca mais ira machucar outro inocente.

    ResponderExcluir
  7. Selwyna, a Bruxa da Rosa Negra6 de outubro de 2010 18:51

    Não se preocupem meus amados pais. Estou bem e saudável, apenas um pouco chateada e irritada, já que Aldharon saiu em missão com alguns cavaleiros e deixou um clérigo fanático no comando.
    Ele não me deixa fazer um parto, tocar um bebe, nada! Ele deve achar que farei alguma magia negra e roubarei a alma de uma criança ainda infante. Somente as Bruxas mais perversas fazem isso.

    ResponderExcluir
  8. Rhorvals é realmente um grande herói, em poder e principalmente em espírito. Que teu nobre exemplo inspire muitos que ainda estão dando os primeiros passos em suas jornadas!

    E sábias e verdadeiras são vossas palavras, nobre lady Verhanna.

    ResponderExcluir
  9. Lenora, sumo-sacerdotisa de Corellon6 de outubro de 2010 18:59

    Rhorvals, honra-me muito tua oferta e presente, no entanto se este manto for-te necessário para proteger tua esposa, tua filha e teu povo, peço-te que não te disponhas dele. O bem-estar de Selwyna e sua salvação da fogueira já foi um presente para mim.

    No entanto, agradeço por tua generosidade e que Corellon nos abençoe a todos.

    ResponderExcluir
  10. Há! Esse meio-humano agora está sendo glorificado como nobre herói e clérigo élfico. A mera existência desse hibrido é uma afronta a memória e aos ideais do grande rei Thingol (que sua alma descanse em paz).
    O Querimhinue decaiu tanto assim que qualquer mestiço agora pode ser ensinado nesse estilo?

    ResponderExcluir
  11. Burne Travers, Inquisidor de St. Cuthbert6 de outubro de 2010 20:50

    Rhorvals é um poderoso clérigo e um guerreiro formidável, mas que infelizmente possui uma tendência caótica estrema. Tanto é que no julgamento de sua filha ele ameaçou de morte varias pessoas que somente cumpriam o seu dever.

    (OFF: Maneira essa iniciativa, Odin! Quando tiver mais tempo disponível vou mandar a historia do Burne, mas somente aparecerão no Halls of Heroes os personagens que nós usamos aqui no Blog?)

    ResponderExcluir
  12. Não, nobre seguidor da Maça.

    Qualquer herói presente em campanhas de RPG (fantasia medieval) são bem-vindos nos Halls of Heroes; E como Loki sugeriu, criarei em breve também os Halls of Villains, contando a história dos mais pérfidos vilões que já marcaram presença nas mesas de RPG de Midgard.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns, muito boa a história!

    ResponderExcluir