sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Berserk

Por Leonardo Vieira

"Berserk é uma história de fantasia um pouco diferente das demais. Aqui não há finais felizes! No lugar de bravos cavaleiros, monarcas justos e um povo orgulhoso, temos guerreiros implacáveis e monarcas corruptos, e um povo que passa por muitas necessidades e que também não são muito caridosos.

O mundo de Berserk se aproxima mais da idade das trevas de nosso mundo, com castelos, armaduras e ignorância das massas. Existem demônios, trolls, fantasmas, pessoas corrompidas pelo sobrenatural e toda sorte de monstro horrendo.

Esse é o mundo do guerreiro Gatts, que é um homem que cresceu no campo de batalha. Sua vida foi cheia de desgraças desde seu nascimento, quando a mulher do comandante de uma tropa mercenária o encontrou ainda criança no chão, abaixo do cadáver de sua mãe enforcada. Tendo recentemente perdido um bebê, e ainda carregando o trauma por tal fato, a mulher, chamada Shisu, adota o menino, apesar da oposição dos homens da tropa, que acreditam tratar-se de mau agouro.

Três anos depois, Shisu morre vítima da praga, e Gatts passa a ser criado pelo líder dos mercenários, Gambino. Este homem trata Gatts de forma rigorosa e violenta. Ao mesmo tempo em que forja seu espírito e o prepara para a vida de agruras de um "soldado da fortuna", Gambino também extravasa seu ressentimento devido à morte da mulher. Nesta época Gatts desenvolve uma característica marcante: o uso de espadas enormes. Isto porque, não havendo armas menores para o menino, ele é obrigado a lutar usando espadas normais, mas que são pesadas para seu tamanho. À medida que cresce, o garoto irá aumentar gradativamente o tamanho da lâmina de suas armas, até chegar à devastadora Dragon Slayer, um maciço de ferro do tamanho de um homem adulto.

Alguns anos depois, após acidentalmente matar Gambino, Gatts é perseguido por seus antigos companheiros e forçado a fugir. Tendo sobrevivido a uma batalha contra uma alcatéia de lobos, onde demonstra um pouco do espírito berserker que o acompanhará por toda a vida, ele é aceito por outro grupo mercenário, e segue sua vida.

Anos depois, vemos Gatts no lado perdedor de mais uma batalha na Guerra dos 100 Anos entre os reinos de Tudor (claramente inspirado na Inglaterra de nosso mundo) e Midland (aparentemente, baseado na França). Nesta, ele encontrará o segundo homem a marcá-lo para sempre: Griffith. O carismático líder do Bando do Falcão, tropa mercenária que já se destaca entre ambas as forças em conflito. Cooptado pelo Bando após ter sido facilmente derrotado pelo Falcão Branco (alcunha pelo qual Griffith é conhecido), Gatts entrará na chamada Era de Ouro de sua vida."


Como podem imaginar pelo teor da história, esta era de ouro não terá longa duração e será encerrada de maneira bastante violenta, que não descreverei aqui em respeito àqueles com problemas cardíacos e àqueles que pretender conhecer melhor esta história.

Agradeço Leonardo Vieira por mais uma contribuição e aproveito para convidar todos vós, bravos Einherjar à deixar também vossas marcas nos Salões de Valhalla através de contos, heróis, vilões e artigos referentes à fantasia medieval.

4 comentários:

  1. Odin, você parou bem na parte boa. Claro que não direi porque realmente é tema muito pesado. Mas posso dizer que depois de um certo ritual, TUDO piora de uma forma inimaginável.

    ResponderExcluir
  2. Sagramor o Libertador30 de outubro de 2010 15:12

    Esta é uma grande história. Triste e violenta demais em certos pontos, mas ainda assim uma grande história.

    ResponderExcluir
  3. A história mais sangrenta e violenta que eu ja tive o prazer de acompanhar

    ResponderExcluir
  4. Burne Travers, Inquisidor de St. Cuthbert4 de novembro de 2010 15:04

    Berserk é a melhor historia da atualidade, em cada 10 quadrinhos 7 tem tripas voando!

    ResponderExcluir