terça-feira, 15 de junho de 2010

Grandes Heróis de nossa era: Aragorn

Saudações, poderosos guadiães
Trago-vos nestes pergaminhos a história de Aragorn, o nobre herdeiro de Elendil e um dos maiores rangers de todas as eras.

Aragorn nasceu no dia 1 de Março de 2931 da Terceira Era da união entre Arathorn II e Gilraen. Com apenas 2 anos, Aragorn perdeu o pai (que era capitão e líder dos Dúnedain), quando este partiu com os Filhos de Elrond para lutar contra os Orcs. Com isso, sua mãe o levou em segredo para a Casa de Elrond, e lá Elrond tratou Aragorn como se fosse um filho e mandou que seu nome e linhagem fossem mantidos em segredos, pois sabia que Sauron poderia vir atrás deles, sendo o último herdeiro da Casa de Isildur. Chamavam-no de Estel, que significa esperança. Em Imladris, Aragorn aprendeu muito com os Filhos de Elrond, tornando-se um grande conhecedor das culturas e tradições da Terra-Média, e o maior guardião (termo que se refere aos rangers) daquela era.

Quando completou 20 anos, em 2951, Elrond lhe contou sobre a sua verdadeira origem e deu a ele os objetos pertencentes à sua Casa: o anel de Barahir, e os fragmentos de Narsil (que mais tarde será chamada de Andúril, a Chama do Oeste). O Cetro de Annúminas (um grande símbolo de poder dos antigos reis) só seria entregue a ele quando os reinos de Anor e Gondor fossem reunidos. Foi nessa hora, honrado de sua verdadeira linhagem, que Aragorn entrou no bosque e cantou a Balada de Lúthien, e lá ele viu pela primeira a vez a mulher que seria o seu grande amor: Arwen Undómiel, filha de Elrond.

A mão de Arwen lhe foi negada, pois Elrond alegava que ela pertencia ao povo élfico e que um dia iria para o Oeste junto a seu povo. Elrond apenas consentiria com a união dos dois quando Aragorn se tornasse o Grande Rei de Gondor. Assim, Aragorn deixa Valfenda e lutou mais de 30 anos contra os servos de Sauron.
Como não queria ser reconhecido como Herdeiro de Elendil, e decidiu lutar como um guardião comum, usando o nome Thorongil (que em sindarin significa Águia das Estrelas), pois usava uma estrela de prata na capa. Thorongil advertiu muitas vezes Ecthelion para o grande perigo que constituíam os piratas de Umbar, e por fim conseguiu autorização do Regente de Gondor para atacar os corsários. Reuniu uma pequena esquadra e atacou Umbar a noite, matando pessoalmente o capitão do porto em combate e incendiando grande parte dos barcos dos corsários, o que permitiu a Gondor libertar-se desse perigo durante algum tempo. Em seu retorno, enviou uma mensagem de despedida a Ecthelion, onde dizia que outras tarefas o aguardavam e que ficaria afastado de Gondor por muito tempo. Viajou sozinho até ao sul e o extremo oriente da Terra-Média até as terras dos Haradrim, temíveis servos de Sauron; pouquíssimos homens do Ocidente estiveram nestas terras e voltaram vivos, mas Aragorn era um guardião habilidoso, e carregava em si a força da pura linhagem de Númenor.

Em 2980, depois de ter corrido muitos perigos a explorar os negros confins de Mordor, chegou às fronteiras de Lórien e lá descansou por algum tempo; e de novo encontrou Arwen, que estava de visita à família da mãe. Em Cerin Amroth , ele e Arwen prometeram-se um ao outro, e Arwen escolheu seguir o seu destino como uma mortal e morrer ao lado de seu amado quando sua vida humana chegasse ao fim. Após isso, Aragorn embrenhou-se ainda mais em suas viagens e batalhas, sabendo que só poderia desposar Arwen se unisse as coroas de Gondor e Arnor, o que só conseguiria se Sauron fosse destruído.

Em 3001, a pedido do mago Gandalf, Aragorn, como Chefe dos Dúnedain liderou a guarda em redor do Distrito dos Hobbits, montando uma linha de proteção e vigilância da terra onde se encontrava o Um Anel. Depois auxiliou Gandalf na sua busca por Gollum, só o tendo encontrado em 3017, no Pântano dos Mortos. Aragorn conseguiu capturá-lo e levou a criatura para ser vigiada pelos elfos da Floresta das Trevas. Em 3018 encontra-se com os hobbits Frodo, Sam, Merry e Pippin em Bree; a partir daí a sua participação na Guerra do Anel torna-se bastante efetiva.

Aragorn passou por grandes provações durante toda sua vida, mas nos meses anteriores a queda de Sauron seus trabalhos foram realmente árduos. Ele participou do Conselho de Elrond, onde foi formada a Sociedade do Anel na qual ele ingressou como representante dos Homens (junto a Boromir de Gondor). Depois do domínio de Isengard, ficou com a posse do Palantír de Orthanc, como uma tentativa de desviar o olhar de Sauron de Frodo e Sam e estes obtiverem êxito na missão de destruir o Anel e por fim se declara o Herdeiro de Isildur e convoca o Exército dos Mortos para ajudar na luta contra os Corsários de Umbar (a serviço de Sauron) que atacavam o Feldo de Belfalas no litoral de Gondor. Venceu essa batalha e levou para Minas Tirith um exército de homens nos barcos dos Corsários, participando decisivamente da Batalha dos Campos do Pelennor.

No dia 1 de Maio de 3019 da Terceira Era, Aragorn é coroado Rei dos Reinos de Arnor e Gondor por Gandalf e no dia 8 de Junho do mesmo ano, casa-se com Arwen Undómiel. Depois de muitos anos lutando contra os povos remanescentes à Sauron, ele passa o cetro para o seu filho Eldarion (único filho masculino, irmão de duas meninas cujos nomes não foram revelados) e morre. Arwen, que escolheu ser mortal por Aragorn, vai para Lórien, onde encontra o seu túmulo sobre a relva do monte Cerin Amroth um anos após a morte do amado, no mesmo local em que se comprometeu com Aragorn no passado.


The Trooper (Iron Maiden)

6 comentários:

  1. Uma bela e emocionante história, lorde Odin. Obrigada por trazer a nós novamente tantas informações interessantes a respeito dos personagens da saga do Senhor dos Anéis.

    ResponderExcluir
  2. ué meus comentários não estão entrando ?
    Vamso tentar again, Parabéns muito fera a história, um apanhado geral dos livros de tolkien. Gostei d+
    Outra coisa hoje continuamos o conto de Odin no nosso blog confira!
    http://dragoesdosolnegro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Salve, bons amigos.

    Por vezes forças nefastas atuam na entidade conhecida como "Blogger", e vossos comentários demoram a aparecer.

    De qualquer forma, agradeço vossas palavras encorajadoras e vossas nobres presenças nos Salões de Valhalla.

    ResponderExcluir
  4. Quem agradeçe sou eu! Viu o seu conto no nosso blog? O pessoal gostou d+!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Bela História!! Aragorn com certeza é com certeza um dos maiores heróis que já vimos. Não é a toa que está liderando a votação aqui do blog...

    ResponderExcluir
  6. Fico honrado pela saga dos Heróis de Elgalor esteja sendo apreciada em vosso nobre espaço, grandes Dragões!

    E tens razão, amigo Frodo. Poucos são aqueles cujos espíritos possuem tanta nobreza e força quanto o sábio Aragorn.

    ResponderExcluir