terça-feira, 18 de maio de 2010

Heróis de Elgalor: Oyama, O Flagelo das Feras

“Venham, bestas do abismo. Meus punhos têm um recado para vocês...”

Saudações, bravos guerreiros!

Trago-vos nestes pergaminhos um pouco sobre os heróis de Elgalor, aventureiros que compartilham uma mesa de RPG com meu alter-ego mortal em Midgard. Suas histórias podem ser conferidas semanalmente nas Crônicas de Elgalor, em O Cancioneiro de Astreya

Classe/ nível atual: Monge 17
Raça: Humano
Tendência: Leal e Neutro

Oyama, também conhecido como “o Flagelo dos Orcs” e “o Amigo dos Anões”, é um monge que aprendeu a lutar com um velho andarilho que decidiu se estabelecer na pequena vila onde morava. Dois anos depois de ter iniciado seu treinamento, a vila de Oyama foi saqueada e queimada por seguidores do Deus da Carnificina, Erythnull. Por sorte ou destino, Oyama foi um dos poucos sobreviventes, e após enterrar seu mestre, seguiu viagem para aperfeiçoar sua técnica e vingar-se pelo ataque, mesmo que levasse anos. Durante suas viagens, ele encontrou seus atuais companheiros, com quem teve muitas oportunidades de colocar à prova o poder real de seus punhos. Diferentes de outros monges, Oyama não teve nenhum treinamento espiritual ou contemplativo, o que o tornou praticamente um guerreiro que luta com as mãos vazias. Apesar de impulsivo, e um tanto ávido por riquezas, Oyama é um aliado leal e honrado, e se tornou grande amigo do sábio clérigo anão Hargor e de seu povo. Combatente feroz e com uma inabalável força de vontade, Oyama é normalmente o primeiro a se lançar em combate, não importa o poder ou número de seus inimigos.

* Esta imagem é retrato do lutador Mike Knox, e é usada nestes pergaminhos como homenagem e a efeito de mera divulgação.

3 comentários:

  1. Um brinde ao grande Oyama, um companheiro valoroso!

    ResponderExcluir
  2. Oyama, Flagelo das Feras19 de maio de 2010 12:51

    Caramba, como eu fiquei bonito nessa foto, acho que foi naquele dia em que eu tomei banho.

    ResponderExcluir
  3. Hargor Martelo de Mitral19 de maio de 2010 20:10

    O bravo amigo Oyama é de fato um companheiro leal, dentro e fora do campo de batalha.

    Um verdadeiro irmão de armas.

    ResponderExcluir