sábado, 24 de abril de 2010

Magos, os mestres do conhecimento e da magia

“O que me fascina nas portas não são os aposentos de maravilhas que elas nos impedem de entrar; o que realmente me fascina nelas são os terrores indescritíveis que elas impedem de sair” (Elminster, o Sábio do Vale das Sombras)

Saudações, nobres almas. Hoje, Odin vos traz nestes pergaminhos um relato sobre os mestres do conhecimento arcano, os poderosos magos. Como o Mestre do Conhecimento, também sou versado nas artes arcanas, e compartilharei convosco um pouco de minha sabedoria acerca da conduta de um bom mago dentro de um grupo de aventureiros.

1) Estejas sempre preparado: Teu poder verdadeiro não são as chamas que saltam de teu dedo ou as fendas que se abrem a teus pés. O poder de um mago advém do conhecimento e da versatilidade. Conheça teu inimigo, antecipe seus passos e elabore antes do combate ao menos duas maneiras de neutralizá-lo.

2) Conheça teus companheiros: Apenas um tolo adentra um grupo e se isola como o “lobo solitário”; conheça teus companheiros de batalha, suas forças e fraquezas, e aprenda a trabalhar bem em equipe. Mesmo que não sejas um grande estrategista militar, tu terás condição de combinar a força de teus companheiros e tua magia de maneira devastadora.

3) Saiba quando parar: O líder oficial do grupo, em geral um guerreiro ou paladino, não há de mostrar temor frente ao perigo e tende a avançar sob quaisquer circunstâncias; Cabe a ti avaliar quando uma batalha está perdida ou quando não é a hora certa de lutar. Mais ainda, cabe a ti convencer a todos a ter prudência e recuar em certas ocasiões, e não deixar que teus companheiros se lancem rumo a uma morte tola.

4) Sejas discreto: Lembra que o cão que ladra é sempre o último a morder; não faças grandes discursos sobre teu incrível poder e aguçada inteligência; deixe que os bardos cantem em seu louvor baseados em tuas ações, não em comentários egocêntricos.

5) Respeite todos os membros de teu grupo: Sim, especialmente aqueles que consideras desprovidos de inteligência; isso garantirá que teus conselhos sejam ouvidos e que teu corpo seja poupado de diversos infortúnios.

6) Não manipule teus companheiros: Converse abertamente com teu grupo, jamais induza-os a seguir determinado curso de ação devido a ações manipulativas; só os mais tolos entre os tolos se gabam disso. Que sejas conhecido como por tua sabedoria e prudência, e não por tua língua pérfida.

7) Não temas assumir o manto da liderança: Não raras são as vezes em que um mago deve assumir o manto da liderança e conduzir seu grupo pelas mais perigosas regiões. Se esta hora chegar, aja como um bom líder e coloque todo teu conhecimento e poder em pró daqueles que muitas vezes sentiram o corte da espada e as garras do dragão em teu lugar.

Finalizo este pergaminho com um episódio onde o grande Gandalf, o Cinzento, ilustra com maestria o 7º item que vos trouxe.


Aqueles que também compartilham do amor (ou ódio, talvez...) pelas nobres artes arcanas, sintam-se convidados a deixar aqui vossas palavras.

22 comentários:

  1. Realmente Gandalf é um grande exemplo de um verdadeiro mago. Sua sabedoria e experiência faz com que consiga ser um grande líder, e até mesmo Aragorn (outro líder nato) aceita prontamente sua liderança.

    Belo Post e Belo vídeo!

    Abraços
    Frodo

    ResponderExcluir
  2. "A magia é o esconderijo dos fracos" (Krull, o Bruto)

    ResponderExcluir
  3. Engraçado, o número 3 lembra-me de um episódio que ocorreu com um feiticeiro injustiçado...

    ResponderExcluir
  4. "E a força é o refúgio dos ignorantes..."

    ResponderExcluir
  5. Silméria, a bárbara24 de abril de 2010 14:17

    "A força é aquilo que quebra a cabeça de magos espertinhos".

    ResponderExcluir
  6. Zingara, a feiticeira24 de abril de 2010 14:19

    Admiro os magos, mas prefiro o poder mágico que é inato. Os pobrezinhos sempre ficavam sem magia muito antes de mim...

    ResponderExcluir
  7. Odeio magos...ainda mais aqueles arrogantes e egocêntricos...clamam ser os seres mais poderosos de Midgard, mas nunca conheci nenhum que sobrevivesse a meio metro de aço enfiando dentro do estômago...

    ResponderExcluir
  8. Hahaha ... Krull concorda com Ragnar e Silméria!

    ResponderExcluir
  9. Juntando-me a esta bela e reflexiva confraria de conhecimentos, Saúdo a todos em um primeiro momento... É um prazer estar hoje a seus salões nobre Odin.

    Sobre os magos, bom, Ainda creio meus amigos mortais, que tempo e mais tempo dedicados ao estudo refinado das eras e dos poderes do caminho da magia vale mais que passar a vida inteira enfiando meio metro de lâminas em todo o tipo de criatura abissal que se possa encontrar. Geralmente vocês defendem os magos não porque eles são "fracos fisicamente", e sim, porque eles são os detentores da inteligência que provavelmente, os tirará de muito mais situações do que uma parede de músculos que não consegue pronunciar..."eu"!

    Particularmente eu prefiro a arte das sombras, pois acredito que o que não é visto, não pode ser ferido!

    Mais uma vez, Curvo-me a seus pés em reverência, mestre odin!

    Lorde Samael Vladslav...O vosso Vampiro Anarquista

    ResponderExcluir
  10. Haha. Muito bem dito, Vampiro Anarquista. Finalmente um raio de inteligência aparece nesses salões.

    ResponderExcluir
  11. Thor, o Deus do Trovão25 de abril de 2010 16:17

    Um raio deveras há de aparecer nestes Salões, e seu clarão fará bem mais que iluminar o crânio de quem ousar proferir mais uma palavra contra meus irmãos de armas.

    ResponderExcluir
  12. Ah Artanis, para de se achar. Você fala como se tivesse passado anos estudando em uma academia arcana, mas todos sabem que você é um feiticeiro.

    ResponderExcluir
  13. Bons amigos, todos têm sua utilidade! Minha vida já foi salva tanto pela astúcia de um mago quanto pela força, bravura e habilidade tática dos guerreiros, usem eles espadas ou punhos. O importante é utilizarmos nossas habilidades para o bem e respeitarmos nossos companheiros pelas habilidades que cada um tem!

    ResponderExcluir
  14. Pois nobres honrados que habitam valhalla, concordo com madmouselle Astreya até o ponto em que devemos usar nossas habilidades para o bem... Creio que seria mais correto usá-las para o que é certo... E hão de convir os senhores com este nobre que vos fala que nem sempre fazer o certo é fazer o bem...
    E, para nós criaturas caçadoras da noite, ainda existe um terceiro prinípo, que a diferença entre o certo e o errado depende muito do qual nosso interesse pessoal influenciará para tal feito!

    Agradeço o elogio de Artanis, e mestre Thor...
    Guarde seus raios para iluminar melhor suas idéias...

    Cordiais saudações...
    Do todo seu, Vampiro Anarquista

    ResponderExcluir
  15. Krull não entende nem metade das palavras do Vampiro. Krull odeia magos e criaturas das sombras. Vampiro não gosta de lâminas e músculos porque são músculos de Krull que cravam uma estaca no coração do Vampiro e Lâmina do Krull que corta sua cabeça, para que um mago só incinere o que sobrou do corpo.

    ResponderExcluir
  16. Krull comporte-se! Você não está em casa!

    Desculpe Sr.Vampiro. Krull é muito impulsivo e não recebeu nenhum tipo de etiqueta durante a vida.

    ResponderExcluir
  17. Thor, o Deus do Trovão26 de abril de 2010 09:25

    É clara a diferença entre aquilo que é certo e aquilo que é errado, e qualquer criatura que deixe de lado seus impulsos egoistas há de notar que raríssimas são as vezes em que no final a estrada do certo e a do bem não conduzem ao mesmo destino.

    E jamais aquilo que é verdadeiramente certo está condicionado ao que nos é mais conveniente no momento. Que tal reflexão possa "iluminar" um pouco vossas mentes, mestres arcanos de alma sombria, antes que Mijolnir o faça.

    ResponderExcluir
  18. Loki, Deus do Fogo e da Trapaça26 de abril de 2010 09:50

    Comentário típico de brutamontes cuja mente limitada não compreende nada além da próxima batalha, a próxima cerveja e a próxima meretriz.
    Vos digo que o certo está totalmente relacionado com a situação e com a época em que se vive. Todavia, sendo que aqueles intelectualmente capazes já sabem há muito disso, e que nossos poderosos guerreiros jamais hão de compreender algo tão... complexo, é tolice debater tal tópico em Asgard.

    ResponderExcluir
  19. BASTA!

    Guarde agora teu martelo, Thor. E tenha cuidado com tua língua negra, Loki.

    Deixo Asgard por um dia e quando volto encontro um início de guerra em meus domínios.

    O chão de meus salões não será lavado com sangue por causa de tão banal discussão. Que as palavras de lady Astreya sejam ouvidas com atenção por todos em Valhalla, e que nenhuma ofensa ou ameaça seja proferida aqui novamente.

    Digo-vos que todos são livres para expor suas opiniões, mas não tolerarei mais insultos (diretos ou não) nem ameaças de morte em meus Salões.
    Estão todos avisados.

    ResponderExcluir
  20. Curvo-me em reverência a vós, caro Odin, senhor destes salões.

    Nobre frodo não há necessidades de perdão...
    É totalmente compreensível que mestre Krull apenas saiba matar e Arrancar cabeças... pelo menos, eu, nunca conheci um bárbaro que não deveras herdasse dos progenitories a ordem de ação "bater sempre, pensar nunca". Mestre Krull não me tome por insolente se meu intelecto não faz-se claro ao seu nível de entendimento.Nunca foi minha intenção.

    Nobre Thor deus do trovão. Minha mais cordial saudação, se fui de encontro aos seus príncipos de verdadeiramente certo... Pois Caim não me regalou o dom de possuir um coração em meu peito, neste ponto, recorro ao pensamento e nunca sentimento.

    Senhores com minhas saudações e as palavras de que agrado-me cada vez mais estar em tão acolhedor salão. Agradeço-vos todos por estes momentos de reflexão e espero por longa data poder comungar de seus filosóficos (e nem tanto)pensamento. Com sua licença, mestre Odin, Me despeço...

    Atenciosamente, Vampiro...

    ResponderExcluir
  21. Krull pede desculpa por seu comportamento mau. Krull as vezes entra em fúria...

    ResponderExcluir