quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

As 9 Nobres Virtudes - O Código do Guerreiro

“Be true to your heart, and never tolerate injustice. This, is the way of the warrior”
“Seja verdadeiro ao seu coração, e nunca tolere a injustiça. Este é o caminho do guerreiro” – Guerreiro nórdico explicando a seu filho o que é um verdadeiro guerreiro.

Entende-se por guerreiro todo indivíduo experiente no manejo de armas e capaz de se engajar em situações de combate. Em tempos antigos, porém, o termo era usado apenas para descrever aqueles que demonstraram grande vigor, coragem e valor no campo de batalha. Apenas os mais honrados e valentes eram considerados verdadeiros guerreiros.

As Nove Nobres Virtudes são um conjunto de normas éticas baseadas nas virtudes do Código do Guerreiro das culturas Nórdicas e Celtas nos séculos IV e V, e têm como principais referências obras como o Edda, as sagas orais da Islândia e o folclore Germânico. De acordo com os valores da época, as seguintes virtudes eram consideradas superiores, e, portanto, foram unidas em um único código oral que representava as características que um verdadeiro guerreiro deveria possuir:

1. Coragem
2. Verdade
3. Honra
4. Fidelidade
5. Disciplina
6. Misericórdia
7. Auto Sacrifício
8. Sabedoria
9. Perseverança



Se tu desejas ser um verdadeiro guerreiro, já sabes o que deves cultivar dentro de ti.

13 comentários:

  1. Oh nobre Odin, obrigada por suas sábias palavras! Acredito que, mesmo que nunca toquemos em uma espada de fato, essas são características que devemos sempre cultivar, podendo assim nos tornar guerreiros e defender aquilo que nos é importante da maneira que pudermos...

    ResponderExcluir
  2. Sábias palavras, Estrela do Alvorecer. De fato, as virtudes do guerreiro são características que devemos incorporar também fora do campo de batalha.

    ResponderExcluir
  3. Isto tudo só atraplha a conquista do poder

    ResponderExcluir
  4. Sábias palavaras que levarão a uma vida sábia

    ResponderExcluir
  5. Tu novamente, Artanis?!

    Segue o exemplo do sábio Sturion e da bela Lenora e cura-te de tua insanidade!

    ResponderExcluir
  6. Oyama O flagelo dos Orcs18 de fevereiro de 2010 18:50

    Realmente são grandes virtudes, apesar de sempre poupar a minha misericórdia para momentos muito especiais.

    ResponderExcluir
  7. De fato. Misericórdia é uma dádiva preciosa, e deve ser conferida com sabedoria e prudência.

    ResponderExcluir
  8. Krull é sábio... O que é essa tal de "misericórdia"?

    ResponderExcluir
  9. Misericórdia, óh asseado bárbaro, é quando tu poupas a vida de alguém, ou a tira de maneira rápida e indolor.

    ResponderExcluir
  10. Krull gosta da segunda opção... Krull Misericordioso então!

    ResponderExcluir
  11. Krull se confundiu. Krull tira a vida de forma rápida, mas pelos gritos que Krull ouve, Krull não acha que é indolor.
    Que pena, Krull não tem misericórdia.

    ResponderExcluir
  12. Deveras...
    Mas não preocupes teu ocupado cérebro, grande bárbaro, pois nem mesmo os deuses são perfeitos.

    ResponderExcluir
  13. 1. Coragem
    3. Honra
    5. Disciplina
    7. Auto Sacrifício
    8. Sabedoria
    9. Perseverança
    Essas virtutes são dignas, as outras são desprezíveis

    ResponderExcluir