quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Liga da Justiça: Opinião

Um belo slogan, que infelizmente, não foi aproveitado.
Saudações, nobres heróis!

Compartilho convosco aqui uma breve opinião sobre o tão aguardado filme Liga da Justiça; como de costume, começo reforçando que isto é apenas o meu ponto de vista e que cada um que esteja interessado no assunto deve assistir o filme e julgá-lo por si mesmo.

Apesar de todas as críticas na época, gostei muito do filme Batman vs Superman, especialmente da versão estendida, porque mostrava uma história profunda mostrando o preço de ser um herói, de fazer a coisa certa em um mundo cínico e individualista como o nosso. Neste filme, os dois protagonistas passavam por momentos sombrios, e no fim, com a morte de Superman, o mundo todo se deu conta do que havia perdido. Liga da Justiça deveria partir deste ponto: mostrando um mundo que perdeu a esperança e a crença em algo maior que  estaria ali por nós.

O início do filme realmente mostrou isso, de forma muito bem feita: Aqueles que acreditavam em algo maior (no caso, Superman) sentiam-se em um perpétuo luto, enquanto pessoas com intenções ruins davam vazão a sua raiva e frustração nos mais fracos porque sentiam que nada iria pará-los. Foi um excelente começo, e passou a ideia de que o filme todo seguiria nesta linha, mostrando, posteriormente, como o retorno do Superman traria de volta a esperança das pessoas, passando a mensagem de que não importa o quão ruim uma situação esteja, sempre há uma luz no fim do túnel, e que juntos, poderíamos superar qualquer coisa ( o slogan do filme era justamente esse: "Você não pode salvar o mundo sozinho").

Contudo, por conta da lamentável mudança de diretor e insistência dos incompetentes diretores da Warner, o filme, que já estava 80% pronto, foi praticamente refeito em vários pontos; cenas foram cortadas (muito mal cortadas) e novas foram refilmadas no lugar, trazendo piadas idiotas, brincadeiras sem sentido e removendo qualquer reflexão mais profunda que o filme tivesse. Tudo para tentar (sem sucesso) acalmar a crítica e deixar o filme mais parecido com aqueles da Marvel/Disney. O resultado, em minha opinião, foi um filme raso, no qual há pouquíssimo desenvolvimento dos personagens e em que a mensagem e o slogan do filme foram totalmente jogados fora (fica muito claro que um único dos heróis poderia ter resolvido tudo, e pior, apenas com a força bruta). Batman foi completamente descaracterizado por conta das inúmeras piadas que o personagem faz ao longo do filme, e Superman é muito mal aproveitado, sendo usado apenas como o "tanque de guerra" do grupo, ao invés do pilar de virtude e esperança que deveria ter sido. E nada disso foi culpa dos atores (Ben Afleck inclusive parecia constrangido quando fazia alguns diálogos). Tudo por conta de má direção e péssimas decisões editoriais.

Diante disso, há uma legião de fãs demandando que o estúdio lance posteriormente uma "versão do diretor" do filme, focada na visão de Snyder e mais próxima do que ele deveria ter sido. O abaixo assinado já está com mais de 100.000 assinaturas. Caso algum dos guerreiros aqui presente assistiu ao filme e concorda com o que foi dito aqui,  pode assinar entrando neste PORTAL.

Não vos digo que o filme foi ruim, ou que não tem bons momentos. Mas em minha opinião, estava muito aquém do que poderia e deveria ter sido.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Canções de Batalha: Army of the Night (Powerwolf)

Saudações, bravos guerreiros!

Trago-vos aqui uma poderosa canção de batalha composta pelos Lobos Sagrados do Metal da matilha Powerwolf, ilustrada com cenas memoráveis de combates ocorridas na  Terceira Era da Terra-Média. 

Preparai vossas espadas, machados e garras.

Convosco, Army of the Night.



Stand up all the Night and call the Fight
Let your Mind go wild before the Light
Here we come the Army of the Night
Mater Maria

Lined up Side by Side and bound to pray
Sent to die and fight the Final Day
Army of the Night - we came to stay
Mater Maria

Better you pray before the Night is falling
Call on the Heaven sent, Amen
Follow the Night, it's your Messiah calling
Bring on the Sacrament, Amen

Come to the other Side
Into the Dark we Hide
Gather them for the Rite
Sacristarum
We are the Force allied
Into the War we ride,
Hallelujah

Stand up all the Night and call the Fight
Let your Mind go wild before the Light
Here we come the Army of the Night
Mater Maria

Lined up Side by Side and bound to pray
Sent to die and fight the Final Day
Army of the Night - we came to stay
Mater Maria

Enemies fallen when the Sermons spoken
Taken by higher Hand, Amen
Hallow the Martyrs when the Bible broken
Summon the Testament, Amen

Come to the other Side
Into the Dark we Hide
Gather them for the Rite
Sacristarum
We are the Force allied
Into the War we ride,
Hallelujah

Stand up all the Night and call the Fight
Let your Mind go wild before the Light
Here we come the Army of the Night
Mater Maria

Lined up Side by Side and bound to pray
Sent to die and fight the Final Day
Army of the Night - we came to stay
Mater Maria

Stand up all the Night and call the Fight
Let your Mind go wild before the Light
Here we come the Army of the Night
Mater Maria

Sanctify the Night for all the Time
Break the bread and raise the holy wine
Army of the Night - go walk the Line
Mater Maria

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Palavras de Honra e Sabedoria

Bons Pensamentos, Boas Palavras, Boas Ações.

Existe apenas um Caminho, Asha, (Verdade, Ordem e Justiça).

Asha rege o Universo, e está dentro de cada um de nós. No entanto, a nós também foi dado o livre arbítrio. Assim, temos a opção de nos aproximar ou nos afastar do Caminho.

Tu es plenamente responsável por tuas escolhas e pelas consequências das mesmas, sejam elas boas ou ruins.

Faças aquilo que é certo por ser a coisa certa a ser feita, e todas as boas recompensas virão naturalmente para ti.

No fim, o Bem (Verdade, Ordem e Justiça) triunfará sobre o Mal (Mentira, Ilusão e Decadência)

- Princípios básicos do Zoroastrismo.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

World of Warcraft: Battle for Azeroth (Atualizado)


De que lado tu lutarás?
Saudações, bravos aventureiros

Após enfrentar uma verdadeira legião de demônios, World of Warcraft se volta para "assuntos internos", enfatizando a guerra aberta entre a Aliança liderada por Anduin Wrynn e uma Horda praticamente quebrada, agora liderada por Sylvanas Windrunner.

Na expansão "Battle for Azeroth", ambas as facções buscarão novos aliados e parece que, pela primeira vez em muito tempo, o enfoque do jogo será novamente o confronto entre as duas facções. Ao lado da Aliança, entrarão os Lightforged Draenei (Draenei abençoados pela Luz), Anões do Ferro Negro e os Void Elves ("Elfos do Caos", seguidores de Alleria que utilizam as forças do Caos). Já para a Horda, entram os Trolls Zandalari, Tauren de Highmountain e os Elfos Nightborn.


Abaixo, podeis conferir o belíssimo trailer da nova expansão, e uma introdução da mesma. E o novo conteúdo não é a única novidade programada para o jogo. No próximo ano, atendendo a uma verdadeira legião de fãs "old school", a Blizzard fará o lançamento de um servidor "clássico", no qual os jogadores podem apreciar o jogo como era em seu início, antes das diversas expansões, no tão aguardado World of Warcraft: Classic.



Sem dúvida, 2018 será um ano interessante para aqueles dispostos a permanecer ou voltar à Azeroth. Para mais informações, entrai neste PORTAL.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Honra & Metal

Saudações, bravos guerreiros!

Muitos aqui já ouviram falar algo sobre o jogo For Honor, no qual erguemos nossas armas em honra de uma das três facções existentes (Vikings, Samurais e Cavaleiros) e participamos de batalhas absurdamente brutais, que mostram de forma bastante precisa tanto golpes e técnicas de guerra de cada um desses povos quando o horror e banho de sangue que marca uma guerra de verdade.

Além dos combates bastante verossímeis (considerando o fato de estarmos falando de um jogo no qual os participantes encarnam guerreiros extremamente habilidosos), há uma história interessante que mostra que, não importa o quanto um guerreiro julgue que ama a batalha, há um momento em que tudo o que ele pede é por paz e um fim do derramamento de sangue. Para mais informações sobre a história, entrai neste PORTAL.

De qualquer modo, meus corvos descobriram diversos vídeos muito interessantes mostrando batalhas épicas do jogo ao som de poderosas canções de batalha no mais puro Metal. Compartilho convosco aqui três destas obras-primas: Duas delas narrando sequências ferozes ao som de Man of War e The Last Stand (ambas pelos guerreiros de Sabaton) e uma clara homenagem à facção Viking, com The Way of the Vikings, dos bárbaros do Amon Amarth.

Preparai vossas armas e armaduras, e que os deuses da Honra e Glória estejam convosco!





domingo, 22 de outubro de 2017

Viajando pela Terra-Média

Uma forma muito interessante de se revisitar locais importantes nas sagas.
Saudações, nobres aventureiros!

A notícia não é exatamente nova, mas ainda assim, é digna de ser lembrada. Em uma parceria com a Warner Bros., o Google lançou um mapa interativo da Terra-Média muito que funciona de forma parecida com o já conhecido Google-Earth.

Baseado principalmente nos eventos narrados no livro O Hobbit e em algumas batalhas/missões de O Senhor dos anéis, o mapa traz a localização precisa dos pontos mais importantes nessas jornadas, descrevendo brevemente eventos importantes e os passos que heróis famosos como Gandalf, Aragorn e Bilbo seguiram em suas jornadas pessoais.

Além disso, é possível que se participe pequenas batalhas em alguns pontos do mapa; o jogador escolhe entre um guerreiro elfo, anão ou da raça dos homens lutando do lado do bem ou orcs ao lado das forças de Sauron, e pode fazer parte de um combate simples, porém divertido, com amigos e outros aventureiros.

Aos interessados em conhecer mais, basta entrar neste PORTAL.

sábado, 14 de outubro de 2017

Homeland: 1o volume da Trilogia do Elfo Negro disponível em português

O primeiro volume da Trilogia do Elfo Negro.
Saudações, nobres rangers!

Inaugurando uma nova linha de livros e romances de D&D, a editora Jambo traz para estas terras o livro Homeland (Pátria), que conta o início das primeiras histórias de Drizzt Do' Urden, mostrando sua vida na poderosa e tirânica Mezoberranzan e seu batismo de fogo como guerreiro. Este é o primeiro dos três volumes que compõem a Trilogia do Elfo Negro.

Como muitos aqui, também me incomodo com o status de "super-herói" que Salvatore infelizmente fi dando ao personagem ao longo da Trilogia do Vento Gélido e dos outros livros que seguiram esta história, retratando um Drizzt que tinha muito pouco de ranger e era uma máquina de combate imbatível e inverossímil, em  histórias que mostravam um mundo inteiro que girava em torno dele.

Contudo, na Trilogia do Elfo Negro, vemos um Drizzt diferente, no início de seu treinamento tanto como guerreiro quanto como ranger, e descrições muito interessantes sobre toda a mitologia dos elfos negros de Forgotten Realms. Apenas isso já é razão para dar uma chance à Trilogia do Elfo Negro e a Pátria. Outra razão, a meu ver, deveras importante, é incentivar a vinda deste tipo de clássico ao Brasil.

Minhas sinceras congratulações à equipe da Jambo Editora, e que este seja apenas o primeiro de muitos romances de Forgotten Realms a chegar a nossas terras.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Mil honras aos nossos pequenos aventureiros!

Saudações, jovens almas!

Com grande satisfação, congratulo todos os futuros guerreiros, magos, bardos, rangers, clérigos, monges, druidas, invocadores, ilusionistas, metamorfos, paladinos e aventureiros de Midgard por seu dia. 

Que vós cresceis com corpos fortes e espíritos nobres, e sejam sempre uma luz para nós, veteranos de muitas batalhas.

Que vossa inocência e determinação lhes concedam a força para transformar este mundo em um lugar melhor do que aquele que infelizmente herdaram de nós.

Em nome dos deuses e guerreiros de Asgard, desejo a todos os pequenos um feliz dia das crianças.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Sabaton e a Batalha dos Cinco Exércitos

A criação de Tolkien e a força do Metal formam uma poderosa combinação.
Saudações, bravos guerreiros!

Creio que todas as nobres almas destes Salões conhecem o poder do grupo Sabaton, que com suas poderosas canções, descrevem a realidade de soldados valentes em guerras terríveis que acometeram Midgard ao longo das eras.

Trago-vos aqui dois belos trabalhos feitos com canções formidáveis destes senhores da guerra, ilustradas com cenas interessantes da Batalha dos Cinco Exércitos, travada entre anões, elfos, homens, orcs e wargs, descrita no livro O Hobbit e e retratada (razoavelmente) no terceiro filme de O Hobbit. Convosco, To Hell and Back e Union. Erguei com honra e coragem vossas espadas, machados e arcos, e que os Deuses da Guerra e do Metal estejam convosco!





Apenas um conselho: Se estiveres em um campo de batalha como este e com o privilégio de ter uma parede de escudos formada por guerreiros anões veteranos, não saltai à frente dela como os elfos aqui fizeram...

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Personagens Githyanki e Githzerai para D&D 5 (Oficial)

Saudações, aventureiros planares!

Há alguns anos, a raça planar dos Gith foi introduzida na cosmologia de D&D, apresentando uma raça exótica de seres que durante eras, foram escravos dos Illithidis (Devoradores de Mente). Após uma grande rebelião, os Gith se liberatam, mas por conta de divergências ideológicas, se dividiram em dois grupos: Os tirânicos Githyanki e os ascéticos Githzerai, ambos detentores de poderes psiônicos adquiridos por conta de experiências que os Illithidis conduziram com seus ancestrais.

Enquanto os Githyanki são guerreiros e magos implacáveis dedicados a expandir seu domínio pelo Plano Astral e a servir sua rainha lich, os Githzerai são monges contemplativos que vivem em grandes monastérios isolados no Limbo. Agora, na última edição de Unearthed Arcana, ambos estão disponíveis como personagens jogadores. 

Seus traços raciais básicos são:
Aumento de Habilidade: +1 em Inteligência
Tamanho: Médio
Deslocamento: 9 metros
Idiomas: Gith e Comum.

Quanto às sub-raças, temos:

GITHYANKI
Aumento de Habilidade: +2 em Força
Alinhamento: Frequentemente Leal e Mau
Maestria Decadente: Você recebe um idioma adicional e uma perícia adicional como reflexo de seu treinamento rigoroso.
Prodígio Marcial: Você é proficiente com armaduras leves e médias.
Poderes Psiônicos (inteligência é a habilidade chave):
- Mãos Mágicas (nível 1)
- Salto (nível 3; uma vez por descanso longo)
- Passo da Névoa (nível 5; uma vez por descanso longo)
Classes mais comuns: Guerreiro e Mago

GITHZERAI
Aumento de Habilidade: +2 em Sabedoria
Alinhamento: Frequentemente Leal e Neutro
Treinamento Monástico: Você recebe bônus de +1 na CA quando não usa armaduras, como consequência de seu rigoroso treinamento.
Prodígio Marcial: Você é proficiente com armaduras leves e médias.
Poderes Psiônicos (inteligência é a habilidade chave):
Mãos Mágicas (nível 1)
Escudo (nível 3; uma vez por descanso longo)
Detectar Pensamentos (nível 5; uma vez por descanso longo)
Classe mais comum: Monge

Para mais informações, entrai neste PORTAL.